Durante cerimônia, autoridades também assinaram carta de intenções para aperfeiçoamento de iniciativas voltadas à inclusão no município

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social realizou na tarde desta sexta-feira (24/05) a cerimônia de encerramento do projeto “Inclusão, mais que um direito!”, promovido em parceria com o Instituto Jô Clemente. O evento ocorreu no Teatro Municipal Dr. Armando de Ré, no centro, e reuniu autoridades e equipes que integram as secretarias municipais de Assistência e Desenvolvimento Social, de Saúde e de Educação.

Durante a solenidade, foi assinada uma carta de intenções elaborada pelos participantes do projeto. O documento reúne recomendações para gestores e servidores das secretarias municipais e destaca a importância de realizar adaptações e aprimorar os serviços que promovem a inclusão dentro do município, em especial no que se refere à identificação e intervenção nos casos de violência ou violação de direitos a crianças ou adolescentes com deficiência intelectual.

Assinaram o texto o prefeito Rodrigo Ashiuchi; os secretários municipais Geraldo Garippo (Assistência e Desenvolvimento Social), Leandro Bassini (Educação) e Diego Ferreira (Saúde); o vereador Pedro Ishi; o vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Suzano (Comdicas), Carlos Araújo; e o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CMDPD), André Luis Bonfim Averaldo. Também participaram da cerimônia a psicóloga Luciana Sanches e a articuladora social Daniela Cardoso, ambas do Instituto Jô Clemente.

O secretário Garippo enalteceu o empenho de todas as pastas por mais acessibilidade no município. “Essas ações não ocorrem sem comprometimento do gestor público, então agradeço o prefeito Rodrigo Ashiuchi e a todos os secretários. As conquistas que tivemos nestes oito anos representaram um grande avanço no atendimento a diversos públicos. Isso não se faz sem servidores dedicados e temos um futuro que aponta para essa possibilidade de crescimento”, afirmou.

O prefeito, por sua vez, lembrou das diversas ações realizadas ao longo de toda a gestão para promover a inclusão. “Instalamos academias ao ar livre adaptadas, realizamos o Atendimento Educacional Especializado, criamos a Central de Interpretação de Libras (CIL) e, recentemente, recebemos a doação de uma Bíblia em braile para compor nosso acervo municipal de livros acessíveis a deficientes visuais. Essas e outras iniciativas representam o respeito que temos por todos os públicos da nossa cidade. Suzano está se adaptando cada vez mais para atender pessoas com deficiências”, declarou Ashiuchi.

Formação

O evento desta sexta-feira encerrou as atividades do projeto “Inclusão, mais que um direito!”, que teve como objetivo capacitar cem servidores municipais para atuar em situações de violência ou violação de direitos contra crianças e adolescentes com deficiência intelectual. O projeto teve cinco encontros e contou com os apoios do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Condeca) e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social.

Crédito das fotos: Mauricio Sordilli/Secop Suzano

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta