Durante o mês de maio, a Rede de Atenção Psicossocial realizou uma série de atividades em comemoração ao Mês da Luta Antimanicomial. Estas ações tiveram como objetivo promover a inclusão, o bem-estar e a conscientização sobre a importância de um tratamento humanizado e comunitário para pessoas com sofrimento mental.

No dia 14 de maio, os pacientes participaram de atividades recreativas organizadas pela equipe do CAPS II. Este evento proporcionou um momento de descontração e alegria, permitindo que os pacientes descansassem e aproveitassem o presente, livres das pressões e preocupações do dia a dia. As atividades foram planejadas para criar um ambiente acolhedor e relaxante, reforçando a importância do lazer e da socialização no processo terapêutico.

Em 16 de maio, a programação seguiu com atividades físicas ao ar livre no Parque Municipal. Pacientes e equipe participaram de uma manhã repleta de dança e caminhada, promovendo a saúde física e mental através do contato com a natureza e do movimento corporal. Estas atividades não só incentivaram hábitos saudáveis, mas também fortaleceram os laços entre os participantes e a comunidade.

No dia 22 de maio, foi a vez do CAPS Infantil trazer magia e alegria para as crianças. Uma apresentação de mágica e diversas brincadeiras foram realizadas, proporcionando momentos de encantamento e diversão. A ação foi essencial para o desenvolvimento emocional e social dos pequenos, mostrando que o cuidado em saúde mental pode e deve ser lúdico e prazeroso.

A semana culminou com uma passeata na Praça Pedro Sanches, na sexta-feira, com concentração no coreto às 8h30. Este evento foi de extrema importância, destacando a luta pelos direitos das pessoas com sofrimento mental e a defesa de um tratamento digno e sem preconceitos. A passeata reforçou a necessidade de políticas públicas que garantam a inclusão e a cidadania dessas pessoas, além de sensibilizar a sociedade sobre a causa.

Encerrando as atividades da semana, os pacientes participaram de uma sessão de cinema na Casa da Cultura. Este evento proporcionou um momento de cultura e lazer, fechando com chave de ouro a série de comemorações e atividades voltadas para a valorização da vida e do bem-estar dos pacientes.

O Mês da Luta Antimanicomial é uma oportunidade para reafirmar o compromisso com uma atenção psicossocial que respeite a dignidade e os direitos humanos, promovendo a autonomia e a inclusão social dos pacientes. As atividades realizadas ao longo de maio foram fundamentais para reforçar esta mensagem e celebrar as conquistas na área da saúde mental.

The post Mês da Luta Antimanicomial: Rede de Atenção Psicossocial Promove Diversas Atividades Inclusivas appeared first on Prefeitura de Poços de Caldas.

source
Com informações da Prefeitura de Poços de Caldas

Anúncios

Deixe uma resposta