A equipe multiprofissional de atendimento aos pacientes que serão submetidos à cirurgia bariátrica no Hospital do Servidor General Edson Ramalho (HSGER) – gerenciado pela Fundação Paraibana de Gestão em Saúde (PB Saúde) e integrante da rede estadual – conta com profissionais de Odontologia. A inclusão da especialidade multiprofissional é para conferir mais segurança na realização do procedimento cirúrgico e contribuir para o controle do metabolismo do paciente.

De acordo com a coordenadora do Ambulatório de Especialidades do HSGER, Bruna Campos, o acompanhamento pré-cirúrgico reduz riscos de pneumonia ou infecções ao paciente. “Na avaliação com o odontólogo, é verificado se há foco de infecção na boca. Neste caso, o paciente será encaminhado e realizará o tratamento na rede municipal de saúde. Após isto, ele retorna ao HSGER para ser reavaliado. Nas consultas, percebemos que alguns pacientes não são avaliados por dentistas há muitos anos, então vão iniciar essa nova fase de vida com mais saúde bucal e ter mais motivação para higienizar e cuidar dos dentes e da boca”, comentou.

A atendente Jéssica Góes, de Cajazeiras, ficou surpresa com o atendimento odontológico aos pacientes que vão se submeter a uma cirurgia bariátrica. “Depois da explicação da profissional, eu entendi que é um cuidado a mais com o paciente, o que é muito bom. Quando somos atendidos pelos profissionais no Edson Ramalho, conseguimos realizar os exames pré-operatórios aqui mesmo, como os laboratoriais e os de imagem, o que é uma vantagem, principalmente para quem vem de outras cidades”, destacou. Ela disse que está com a saúde bucal em dia e foi encaminhada para outra etapa do processo cirúrgico.

A responsável técnica da equipe de Odontologia do HSGER, Andreia Medeiros, ressaltou que a avaliação odontológica confere mais segurança ao paciente na realização da cirurgia, com menos riscos de complicações, como pneumonia ou outras infecções secundárias. Segundo ela, focos de infecção na boca podem interferir no controle da obesidade. Isto é causado pela doença periodontal, uma infecção na região da gengiva e/ou no osso alveolar que sustenta o dente.

“Por se tratar de um tecido vascularizado, as bactérias patogênicas podem se disseminar pela corrente sanguínea. A presença delas no tecido periodontal ou sistêmico aumenta a quantidade de moléculas e mediadores da inflamação no corpo, que podem interferir no controle da obesidade, da diabetes e da hipertensão arterial”, resumiu Andreia Medeiros.

O HSGER realiza a cirurgia bariátrica e metabólica por meio do programa Opera Paraíba. Desde novembro de 2023 até o mês de abril deste ano, 27 pessoas foram beneficiadas na unidade hospitalar com o procedimento. A cirurgia é realizada mediante um processo de avaliação multiprofissional, que inclui cirurgião bariátrico, endocrinologista, nutricionista, psicólogo, enfermeiro, fisioterapeuta, fonoaudiólogo e odontólogo.

 

source
Com informações do Governo do Estado de Paraíba

Anúncios

Deixe uma resposta