Plano Diretor: Expansão, meio ambiente e desenvolvimento urbano em foco

0

Preservação ambiental, desenvolvimento econômico e turístico são os principais focos do plano em Várzea Paulista

Após a realização de diversas oficinas e reuniões com conselheiros, munícipes e servidores da Prefeitura Municipal de Várzea Paulista, foram definidos três importantes pilares do Plano Diretor de Várzea Paulista 2024: proteção ambiental, ampliação da área industrial e desenvolvimento turístico. Com mudanças significativas em diversas áreas, o plano visa garantir um desenvolvimento sustentável e estruturado da cidade.

Durante as oficinas, que começaram em outubro de 2023, foram discutidas diretrizes para o desenvolvimento urbano da cidade no prazo de dez anos, como, por exemplo, regras sobre o sistema viário e áreas de proteção ambiental. A equipe responsável elaborou um diagnóstico de como Várzea Paulista está hoje, e fundamentou novas propostas de desenvolvimento para o município.

Sobre os pilares

Uma das principais mudanças do Plano Diretor atual, que está em desenvolvimento, é a expansão da macrozona (grandes zonas que estabelecem um referencial para o uso e a ocupação do solo) ambiental, que foi ampliada em 62,8% em comparação ao Plano Diretor em vigor. Essa medida, é um importante pilar para a preservação do meio ambiente e a criação de um equilíbrio entre o desenvolvimento urbano e a conservação da natureza.

Outra alteração importante é a ampliação do zoneamento industrial, que cresceu mais de 50% e foi concentrado nos eixos principais de mobilidade urbana, como a Avenida Marginal do Rio Jundiaí e a Rodovia SSP-332. O objetivo é ampliar o desenvolvimento econômico da cidade, oferecendo infraestrutura adequada e sustentável para a instalação e expansão de indústrias. Além disso, o zoneamento central foi ampliado para regularizar e favorecer o crescimento econômico do comércio e serviços locais, o que irá fortalecer e estimular o empreendedorismo varzino.

O Plano Diretor também contempla a criação de ferramentas para o desenvolvimento turístico na cidade, aproveitando a vegetação e clima da região. Um exemplo de como a ideia será aplicada, é o bairro Caxambu, em Jundiaí, onde o turismo foi desenvolvido com base na preservação ambiental e na valorização dos recursos naturais.

Estruturação do Plano

A estruturação do Plano Diretor está sendo realizada pela Unidade de Urbanismo e Habitação em colaboração com a empresa APTA – Arquiteto Pedro Taddei e Associados, especialistas em Plano Diretor e em análises municipais. Com vasta experiência na região metropolitana, a empresa já desenvolveu trabalhos nas cidades de Louveira, Cabreúva, Jundiaí e Cajamar.

Segundo o gestor de Urbanismo e Habitação, Frederick Merten, a empresa desempenha um papel importante na coordenação, análises de processos e documentações do plano. Merten ressalta que essa parceria já está em andamento há um ano, complementando o trabalho da equipe técnica da unidade, que atua na elaboração do projeto há dois anos. “Foi realizado um levantamento de dados do município, formalizamos as discussões através de pesquisas de campo e análises sistemáticas. Desenvolvemos oficinas com os munícipes e servidores públicos e através de todo esse mapeamento e troca de ideias conseguimos concluir as demandas que temos na cidade e desenvolver o que o município precisa”, explicou.

Entenda o que é o Plano Diretor

O Plano Diretor é uma Lei Municipal que orienta o crescimento e o desenvolvimento urbano de todo o município. Elaborado com a participação da sociedade, é um pacto social que define os instrumentos de planejamento urbano para reorganizar os espaços da cidade, a fim de garantir a melhoria da qualidade de vida da população.

Ao propor caminhos para atingir esses objetivos, esta lei busca compatibilizar as ações do poder público e da iniciativa privada para que o planejamento do município atenda às necessidades coletivas de toda a população. Por isso, ela deve ser revista periodicamente.

source
Com informações da Prefeitura de Várzea Paulista

Anúncios

Deixe uma resposta