O programa de qualificação dos profissionais e dos processos da Atenção Primária à Saúde (APS) do Distrito Federal (DF), Qualis-APS, fechou o ciclo 2019/2023 com mais de 1.200 equipes certificadas. Cerca de 600 equipes realizaram processo autoavaliativo e mais de 4.900 planos de ação foram elaborados. O Qualis-APS tem como objetivo contribuir para o fortalecimento do monitoramento no âmbito da APS, além de estimular processos contínuos e progressivos de planejamento e ação para aprimorar o serviço de saúde no DF.

O Qualis-APS, programa de qualificação dos profissionais e dos processos da Atenção Primária à Saúde, fechou o ciclo 2019/2023 com mais de 1.200 equipes certificadas | Fotos: Jhonatan Cantarelle/ Agência Saúde-DF

O programa foi criado por meio da Portaria nº 39, de 23 de janeiro de 2019, e é fruto de uma parceria entre Secretaria da Saúde do Distrito Federal (SES), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz-Brasília) e Universidade de Brasília (UnB). “Nós fazemos uma autoavaliação, ela traz resultados e, atrelados a esses resultados, nós investimos na qualificação dos profissionais e dos processos de trabalho da atenção primária. Na sequência, os resultados dessa qualificação são analisados”, explica a coordenadora de Atenção Primária à Saúde, Sandra Araújo de França.

“Para o novo ciclo, uma das prioridades do programa será focada na quantidade e na qualidade dos atendimentos do DF. Precisamos entregar sempre mais para a população”

Lucilene Florêncio, secretária de Saúde do DF

No âmbito das ações focadas na Estratégia Saúde da Família (eSF), 120 especialistas se formaram no curso de especialização, enquanto 835 concluíram o curso de aperfeiçoamento. O DF tem mais de 2,1 milhões de pessoas assistidas pelas equipes de eSF. Esses profissionais são responsáveis por fazer o acompanhamento integral das famílias, o que vai muito além da saúde. Somente em 2024, foram realizados 1,1 milhão de atendimentos individualizados.

“Trouxemos agora a avaliação do primeiro ciclo do programa, entre 2019 e 2023. Conseguimos reunir dados sobre o que precisamos melhorar; assim poderemos nos preparar para o segundo ciclo, onde vamos continuar nesse processo de avaliação e qualificação, apresentando esses produtos em favor da atenção primária”, detalha Sandra.

As UBSs foram avaliadas em relação a estrutura física, disponibilidade de equipamentos, recursos materiais e humanos, e estrutura de gerenciamento de lixo contaminado, entre outras categorias

Unidades básicas de saúde (UBSs)

As UBSs foram avaliadas em relação a estrutura física, disponibilidade de equipamentos, recursos materiais e humanos, estrutura de gerenciamento de lixo contaminado, componentes de tecnologia e informação. O trabalho foi monitorado por meio de uma planilha de acompanhamento, que serviu de subsídio para a geração de relatórios descritivos parciais sobre o status da coleta, encaminhados semanalmente à SES.

Um dos produtos apresentados neste ciclo foi o Caderno do Método, com o percurso teórico-metodológico de construção da Sistemática de Avaliação da APS do DF, no âmbito do Qualis-APS. “Para o novo ciclo, uma das prioridades do programa será focada na quantidade e na qualidade dos atendimentos do DF. Precisamos entregar sempre mais para a população, no sentido de enxergar a saúde como prioridade de governo”, afirma a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio.

Ciclo 2024/2027

O Qualis-APS é organizado em ciclos compostos por quatro fases. Para a próxima fase – 2024/2027 – foram estabelecidas quatro metas e seus respectivos produtos, que contemplam avaliação, desenvolvimento contínuo, estratégia e transversalidade.

Uma das metas será estimular e desenvolver processos de inovação, produção científica e gestão estratégica de forma a subsidiar o desenvolvimento e consolidação da Atenção Primária à Saúde do DF.

A certificação do Qualis-APS utiliza o ipê, árvore símbolo do Cerrado, para criar os selos de qualidade da Atenção Primária do DF. A metodologia do programa é estruturada em torno de um ciclo avaliativo, composto de quatro fases, e de um eixo de desenvolvimento contínuo, que é transversal e consiste em um conjunto de ações com o intuito de promover estratégias para mudanças e aprimoramento na gestão e atenção à saúde em benefício da população.

source
Com informações da Agência Brasilia

Anúncios

Deixe uma resposta