Primata ameaçado de extinção foi flagrada mais uma vez na reserva de Mata Atlântica vizinha ao Parque Estadual da Serra do Mar

 

Em um novo flagra feito pela equipe do Parque das Neblinas, reserva ambiental da Suzano gerida pelo Instituto Ecofuturo, é possível ver um vídeo inédito de saguis-da-serra-escuro (Callithrix Aurita). O registro foi realizado pelo monitor ambiental do Parque, João Custódio da Silva Neto, ao avistar um grupo de indivíduos na copa das árvores.

Classificado como “Em Perigo” (EN), o sagui-da-serra-escuro enfrenta como principais ameaças a perda de seu habitat natural e a hibridação com outras espécies de saguis, resultante da introdução de espécies de Callithrix de outras regiões, como o sagui-de-tufos-brancos (Callithrix jacchus), nativo da Caatinga, e o mico-estrela (Callithrix penicillata), devido ao tráfico de animais silvestres. Essa hibridação pode levar à perda das características genéticas e do fenótipo distintivo da espécie.

“É relevante destacar que esta é uma das 25 espécies de primata mais ameaçadas do mundo. A presença de animais com fenótipo puro neste habitat enfatiza a importância crucial do Parque das Neblinas para a proteção da espécie.”, afirma Fabiano Rodrigues de Melo, biólogo e professor da Universidade Federal de Viçosa (UFV).

O sagui-caveirinha, como também é conhecido pelo desenho da pelagem de sua face, é um animal de pequeno porte, que pesa em torno de 500 gramas e, geralmente, vive em pequenos grupos. Dessa vez o registro foi feito na Trilha das Antas, local de visitação em que não era comum avistar a espécie.

“O registro no Parque demonstra a importância de áreas de conservação para a proteção desses animais. Nosso papel é garantir a existência de florestas saudáveis que sirvam de abrigo e ofereçam as condições necessárias para que essa espécie, assim como outras, possa viver e se reproduzir”, ressalta Paulo Groke, diretor do Ecofuturo.

O Parque das Neblinas possui uma área de 7 mil hectares de Mata Atlântica e já registrou mais de 1.330 espécies no local, 41 delas com algum grau de ameaça e quatro novas para a ciência.

Confira o vídeo!

Sobre o Instituto Ecofuturo

Organização sem fins lucrativos, fundada em 1999 e mantida pela Suzano, o Instituto Ecofuturo contribui para transformar a sociedade por meio da conservação ambiental e promoção do conhecimento. Entre as principais iniciativas está a gestão do Parque das Neblinas, onde são desenvolvidas atividades de educação ambiental, pesquisa científica, ecoturismo, manejo e restauração florestal, e participação comunitária. Conheça mais sobre o Ecofuturo em ecofuturo.org.br, e acompanhe em facebook.com/InstitutoEcofuturoyoutube.com/institutoecofuturo e instagram.com/ecofuturo.

 

Sobre o Parque das Neblinas

Reconhecido pelo Programa Homem e Biosfera da UNESCO como Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, o Parque das Neblinas é uma reserva ambiental da Suzano, gerida pelo Ecofuturo, com 7 mil hectares. No local, são desenvolvidas atividades de ecoturismo, pesquisa científica, educação ambiental, manejo e restauração florestal e participação comunitária.

 

Sobre a Suzano

 

A Suzano é a maior produtora mundial de celulose, uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, líder no segmento de papel higiênico no Brasil e referência no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras a partir de matéria-prima de fonte renovável. Nossos produtos e soluções estão presentes na vida de mais de 2 bilhões de pessoas, abastecem mais de 100 países e incluem celulose, papéis para imprimir e escrever, papéis para embalagens, copos e canudos, papéis sanitários e produtos absorventes, além de novos bioprodutos desenvolvidos para atender a demanda global. A inovação e a sustentabilidade orientam nosso propósito de “Renovar a vida a partir da árvore” e nosso trabalho no enfrentamento dos desafios da sociedade e do planeta. Com 100 anos de história, temos ações nas bolsas do Brasil (SUZB3) e dos Estados Unidos (SUZ). Saiba mais na página www.suzano.com.br

Anúncios

Deixe uma resposta