O Governo da Paraíba, por meio de um convênio entre a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano e a ONG ARC Ações Solidárias, realizou, nessa quinta-feira (27), a solenidade de entrega de certificados para cerca de 400 concluintes dos cursos profissionalizantes de Cuidador de idoso, Operador de caixa, Artesanato, Manicure, Design de sobrancelha, Culinária chinesa, Confeitaria, Pizzaiolo e pães artesanais. O evento aconteceu no auditório do Shopping Sebrae, em João Pessoa.

A ARC existe há 25 anos e ajuda famílias em situação de vulnerabilidade social, através de palestras e capacitações gratuitas. O trabalho é feito em quatro eixos principais: direito da pessoa idosa; empreendedorismo, empregabilidade e inclusão produtiva; arte-cultura e segurança alimentar.

Durante o evento, a secretária estadual do Desenvolvimento Humano, Pollyanna Dutra, destacou a importância da capacitação profissional. “Não é só um papel. É um marco na formação profissional. E essa profissão é o que faz mover a Paraíba”, enfatizou.

A secretária ressaltou ainda a importância dos convênios. “O Governo do Estado entra nesse cenário como redutor das desigualdades sociais. A gente diminui as desigualdades quando faz parcerias importantes, com entidades que conseguem transformar a vida das pessoas”, explicou.

Angélica Costa, presidente da ARC Ações Solidárias, destacou que o apoio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano foi fundamental para a realização dos trabalhos da instituição.  “Quando a gente tem o convênio é que consegue alavancar o projeto. O projeto tem a idealização, o suporte de trabalho, os apoios, porém, precisa do capital para que a gente possa chegar onde essas mulheres mais vulneráveis precisam, como dentro dos espaços públicos, a exemplo dos CSU’s”, relatou.

Segundo Tarciso Dias da Silva, representante da turma de concluintes do curso de pães e pizzas, a capacitação foi fundamental. “Eu pretendia trabalhar nessa área. Aí a ONG e o Governo do Estado me deram essa oportunidade de fazer esse curso, aprender, me especializar na área, sem custo”, comemorou.

De acordo com Francisca Angelita de Souza, concluinte do curso de artesanato, “o curso dá liberdade às mulheres para trabalhar. Tem muitas mulheres que vivem em casa só cuidando dos filhos, não têm nenhuma arte, nem têm condições de fazer um curso pago. E agora, a partir de hoje, vai ter uma vida através desse curso”, observou.

Participaram do evento, representantes dos conselhos estaduais da Pessoa Idosa, de Economia, de Direito, Nutricional de Alimentação e do Rotary Club.

 

source
Com informações do Governo do Estado de Paraíba

Anúncios

Deixe uma resposta