Nova sede da Patrulha Maria da Penha é entregue com presença de autoridades municipais e homenagem de honra ao mérito aos grupamentos da região

‌A Prefeitura de Cabo Frio inaugurou a sede da Patrulha Maria da Penha, na Praça Gentil Gomes de Farias, na Passagem, para acolher as vítimas de violência doméstica. A cerimônia de entrega da base operacional contou com a presença da prefeita Magdala Furtado, a secretária de Governo, Thaís Rodrigues, outros representantes do governo municipal, de instituições da área de segurança pública, do legislativo e da população.

‌”Estou profundamente emocionada, pois o que estamos inaugurando aqui pode ter um impacto imenso na vida de alguém. Para uma mulher em situação de violência, sair de casa para denunciar e buscar ajuda já é extremamente difícil. Estamos oferecendo aqui um espaço discreto e seguro, onde ela pode se abrir sem medo de exposição, com total sigilo e respeito”, destacou a secretária de Governo, Thaís Rodrigues.

‌A prefeita Magdala disse durante o seu discurso o quanto as mulheres enfrentam violência diariamente, e da alegria de ver mais um equipamento de utilidade pública entregue à população.

‌“Todos os dias enfrentamos o desafio de demonstrar nossa competência, determinação e comprometimento com nossas responsabilidades. Estou verdadeiramente feliz com a inauguração desta nova sede, que será um grande suporte para as mulheres”, disse a chefe do executivo, destacando o orgulho de contar com tantas mulheres liderando pastas importantes no município, tanto nos escalões mais altos quanto nos demais.

patrulha
Cabo Frio inaugura base operacional exclusiva para atendimento de vítimas de violência doméstica 3

‌Antes, os atendimentos da Patrulha Maria da Penha de Cabo Frio eram feitos nas dependências do prédio da Guarda Civil Municipal, em São Cristóvão. O serviço, que é mais uma política pública de combate à violência contra a mulher no município, está em pleno funcionamento há 1 ano e 2 meses.

‌”Desde o início, nossa equipe tem oferecido acolhimento, apoio, proteção e esperança de dias melhores para as mulheres que passaram ou ainda enfrentam a triste realidade da violência. Durante este período, já acolhemos mais de 600 mulheres com medidas protetivas de urgência, atendemos mais de 350 chamados emergenciais e efetuamos 15 prisões em flagrante. Este espaço foi projetado para que as mulheres se sintam acolhidas, livres de vitimização e constrangimento, podendo contar com um ambiente inteiramente dedicado a elas”, comemorou Regiane Costa, guarda civil e coordenadora da Patrulha Maria da Penha.

‌O secretário de Direitos Humanos Segurança Pública, André Magalhães, também falou sobre a importância do espaço para redução das subnotificações.

‌“Acredito que esse local vai trazer um número mais fiel em relação à violência contra à Mulher, vai diminuir a subnotificação. Acredito que aqui as mulheres serão melhor atendidas”, disse o secretário, que aproveitou para anunciar que em breve haverá uma Patrulha Maria da Penha em Tamoios.

‌Durante o evento, a Prefeitura também homenageou os grupamentos da região com o certificado de honra ao mérito pelo serviço prestado à população, uma vez que o trabalho ocorre de forma integrada entre os municípios. As patrulhas homenageadas foram dos municípios de Cabo Frio, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Rio das Ostras, Casimiro de Abreu e Saquarema, além dos Guardiões da Vida, do 25° Batalhão da Polícia Militar.

‌Antes de encerrar a cerimônia de entrega da nova sede, a prefeita Magdala Furtado sancionou o Projeto de Lei, de autoria do vereador coronel Ruy França, que autoriza o uso de armas de baixa letalidade para os agentes da Guarda Municipal de Cabo Frio.

patrulha3
Cabo Frio inaugura base operacional exclusiva para atendimento de vítimas de violência doméstica 4

Sobre o funcionamento da base operacional

‌A base operacional da Patrulha Maria da Penha vai funcionar de segunda a sexta, das 8h às 17h, e conta com 14 patrulheiros, que atuam 24 horas por dia e, esquema de plantão para chamadas emergenciais, monitoramento de medida protetiva de urgência, que são emitidas pelo Poder Judiciário; condução da vítima ao IML; à Unidade de Pronto Atendimento (UPA); à Delegacia de Atendimento à Mulher; encaminhamento para local seguro entre outras ações necessárias à atuação da PMP.

‌Caso a mulher sofra violência psicológica, ela é encaminhada para a rede de apoio do município, que inclui os serviços de saúde mental e o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam) entre outros. As vítimas podem acionar a PMP pelo número 153, que é o telefone da Guarda Civil Municipal (GCM), que também funciona 24h.

‌Qualquer mulher que resida em Cabo Frio e seja vítima de violência doméstica ou que possua medida protetiva contra um agressor pode ser assistida pela PMP. O grupamento atua somente no município de Cabo Frio, mas se ela for de outra cidade é possível acionar a equipe do município da vítima

‌‌Sobre a reforma da base operacional

‌O prédio da Praça Gentil Gomes Farias foi todo reformado pela Secretaria de Governo e está apto para realizar os atendimentos. Foram criados espaços privativos com dormitórios masculinos e femininos, cobertos e fechados. A edificação foi pintada por completo, tanto as paredes externas quanto internas, em uma tonalidade lilás que é a cor do movimento feminista e que simboliza a Patrulha Maria da Penha.

‌Além disso, foram substituídas e reformadas portas e janelas, incluindo a instalação de novas ferragens e fechaduras. Os vidros e revestimentos danificados foram trocados por novos, e a rede elétrica, de água e de esgoto passou por revisão.

‌Foram também instalados caminhos ao redor do prédio com pedras portuguesas e plantada vegetação para ornamentar o jardim. Os bancos próximos ao prédio foram substituídos por novos de granito e toda a área da praça recebeu revisão na parte elétrica dos postes com troca de lâmpadas.

source
Com informações da Prefeitura de Cabo Frio

Anúncios

Deixe uma resposta