O Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa – CEDDPI deliberou em reunião ordinária nesta terça-feira (2) por realizar reuniões itinerantes nas sedes de instituições que integram o órgão e até em ambientes de entidades parceiras. A proposta visa buscar mais visibilidade para a atuação do CEDDPI com o objetivo de levar ao conhecimento da sociedade, em especial às pessoas idosas, os direitos adquiridos a partir dos 60 anos.

Para as reuniões itinerantes o CEDDPI solicitará o apoio e a participação institucional de secretarias estaduais, municipais, universidades, Defensoria Pública, enfim, de instituições e entidades com assento no referido Conselho, ou parceiras.

A Seap tem como conselheiros Josélio Carneiro de Araújo (titular e João Carlos Biazon (suplente). Na pauta desta terça-feira os temas abordados foram: ordem do dia, processo eleitoral, enfrentamento à violência contra a pessoa idosa, formação para as ILP’s (instituições de longa permanência) e informes gerais.

A presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, Joilma de Oliveira dos Santos, assistente social da Secretaria do Desenvolvimento Humano, revela: “Eu estou bem animada, porque tem sido uma gestão bem comprometida. Cada conselheiro/a aqui é defensor/a dos direitos da pessoa idosa. E aí, esse é o momento de chamar a nossa própria atenção, para saber se todas as ações que a gente tem feito têm realmente atingido as pessoas idosas no Estado da Paraíba. Qual é o impacto positivo desse conselho na vida, no cotidiano dessas pessoas? Porque a gente tem pensado aqui política pública, ações, programas, projetos. Temos sugerido, analisado, avaliado, elaborado, e recomendado ações que sejam, de fato efetivadas na Paraíba ”.

Joilma acrescenta que a Paraíba já se destaca, pois é referência na oferta de serviços de qualidade às pessoas idosas. E a meta é de aprimorar esse serviço. Assim essa é a função de cada conselheiro/a. O mandato da atual gestão começou em 2022 e se encerra agora em 2024.

Sobre a reunião desta terça-feira (2) a presidente do CEDDPI, avalia que “hoje foi um momento ímpar para tratar do enfrentamento à violência contra a pessoa idosa. O Conselho tem essa parceria com o Governo do Estado, faz parte de uma comissão do enfrentamento à violência na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano, com uma campanha que valoriza a pessoa idosa e que chama a atenção para o enfrentamento à violência”, pontuou.

Criado por meio da Lei 8.846/2009 e 8.005/2009, o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa tem seus conselheiros nomeados pelo governador da Paraíba com publicação no Diário Oficial Estado. O mandato é dois anos. Integram o Conselho representantes do Poder Público e da Sociedade Civil.

O CEDDPI é composto por quinze conselheiros titulares e seus suplentes, representantes das seguintes instituições públicas e da sociedade civil:
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano; secretaria de Estado da Saúde; Secretaria de Estado da Administração Penitenciária; Secretaria de Estado da Educação; Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social; PBPREV; Universidade Federal da Paraíba; Universidade Estadual da Paraíba; Defensoria Pública do Estado da Paraíba; Arquidiocese da Paraíba; Associação Brasileira de Clubes da Melhor Idade; Federação das Associações de Aposentados, Pensionistas e Idoso do Estado da Paraíba; Serviço Social do Comércio; Instituição de Longa Permanência; Igreja Evangélica e Centro Universitário de João Pessoa.

_______

Ascom/Seap

source
Com informações do Governo do Estado de Paraíba

Anúncios

Deixe uma resposta