Grupo foi um dos 10 selecionados para desenvolver propostas artísticas em residência de criação na sede da São Paulo Escola de Dança, de 8 a 13 de julho

Com início no dia 8 de julho, a Jornada Paulista de Dança traz 10 propostas artísticas para uma residência de criação e compartilhamento de conhecimento na São Paulo Escola de Dança (SPED), instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, com gestão da Associação Pró-Dança. As mesmas serão desenvolvidas no período pelos grupos selecionados. Um deles é o Corpo de Baile de Caraguatatuba.

A coordenação da Jornada Paulista de Dança é de Jussara Muller e a direção artística e educacional de Inês Bogéa. São dez grupos aprovados para todo o período de residência artística na São Paulo Escola de Dança, de 8 a 13 de julho, sendo oito da Região Metropolitana e dois da capital paulista.

“Estamos muito ansiosos e animados para a Jornada Paulista de Dança. Acredito que vai ser uma experiência incrível, de muita troca e aprendizado. Me anima muito experiências como essa, onde temos a oportunidade de estar com outros grupos, podendo prestigiar apresentações, assim como fazer aulas com eles, agregando nosso repertório com outras experiências. E acredito, fielmente, que a Cia toda vai crescer muito a partir dessa oportunidade. Só temos a agradecer”, disse Kaiky Martins, responsável e intérprete criador do Corpo de Baile de Caraguatatuba.

O grupo de Caraguatatuba também apresenta o espetáculo “Coisa Pequena”, de Cristina Neves, na Jornada no dia 12 de julho, sexta-feira, a partir das 19h com entrada gratuita. O espetáculo “Coisa Pequena” foi inspirado nos textos de Manoel de Barros e foi concebido para espaços públicos alternativos. A obra propõe reflexões sobre a forma com que nos relacionamos com o tempo quase sempre encarado como produtivo e lucrativo, propondo, em contramão a isso, um olhar contemplativo a partir de observações sensoriais sobre a vida.

Durante toda a semana, diretores, coreógrafos e bailarinos participarão de workshops, vivências criativas e mesas, compartilhando saberes, enriquecendo assim a jornada educativa. Os diálogos abrirão caminhos para reflexões sobre a dança, potencializando a troca de vivências da comunidade.

A programação da Jornada inclui oficinas propostas pelos coreógrafos, processos criativos compartilhados entre os grupos, mesas de discussão sobre dança e sustentabilidade, bem como discussões sobre comunicação e mídia para grupos e companhias e figurinos de dança upcycling.

“A Jornada Paulista de Dança é uma oportunidade para explorar a riqueza, os percursos vividos de cada grupo ou coletivo e a diversidade da dança no Estado de São Paulo. É um espaço de partilha de experiências e de aprendizado conjunto e estamos muito felizes de receber esses grupos tão diversos para uma experiência inspiradora e significativa”, ressalta Inês Bogéa, diretora artística e educacional da São Paulo Escola de Dança.

Jornada Paulista de Dança terá espetáculos gratuitos

Entre os dias 11 e 13 de julho, os grupos participantes da Jornada Paulista de Dança farão apresentações abertas ao público, no próprio ambiente da São Paulo Escola de Dança, para mostrar o resultado de todas as vivências do período. Os ingressos serão distribuídos uma hora antes do início de cada dia de apresentações.

São Paulo Escola de Dança

Criada em 2022 pelo Governo do Estado de São Paulo, a São Paulo Escola de Dança, instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, é comprometida em dar voz e espaço consistente para a reflexão, o aprendizado e a troca de saberes a partir da especificidade da dança interligada com todas as linguagens artísticas com foco em uma imprescindível valorização da pluralidade.

Anúncios

Deixe uma resposta