Município foi certificado em 2023 pela excelência na eliminação da transmissão vertical do HIV e busca inédita certificação de eficiência no combate à sífilis






Equipe técnica do Ministério da Saúde visita unidades da rede pública de Itatiba


Momento da visita técnica do MInistério da Saúde em Itatiba, que vem desde segunda-feira (01/07) avaliando as boas práticas da saúde pública municipal no combate à sífilis e à transmissão do HIV de mãe para filho (Crédito: Divulgação/PMI).

Técnicos da Equipe Nacional de Validação (ENV) do Ministério da Saúde estão em visita a várias unidades da saúde pública de Itatiba desde segunda-feira, 01/07, para verificações do processo de certificação de eliminação da transmissão vertical de HIV (em que Itatiba já é certificada nacionalmente com excelência desde 2023 por zerar esse tipo de contágio e busca manter a classificação), Hepatite B e Sífilis. No caso dessa doença, é a primeira vez em que Itatiba se candidata à verificação de boas práticas de combate.

“Durante essa gestão novamente Itatiba voltou ao cenário nacional dos bons dados epidemiológicos e de boas práticas na prevenção do HIV e da sífilis”, pontua o secretário de Saúde, Renan Dias Irabi.

A equipe do Ministério da Saúde encerra nesta quarta (03/07) a visita ao município e já passou pelo PSF Colina (Parque da Colina), Centro de Atenção à Criança (CAC), Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher de Itatiba (CAISMI), Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), sede da Secretaria de Saúde e Maternidade Ana Abreu, na Santa Casa de Misericórdia.

VisitaMinisteriodaSaude 3

Excelência de Itatiba

Após avaliação em 2023, Itatiba conquistou a Certificação de Eliminação da Transmissão Vertical de HIV, o máximo reconhecimento de excelência concedido pelo Ministério da Saúde, via Secretaria de Vigilância em Saúde.

A certificação avalia dados epidemiológicos, assistenciais e de recursos humanos no suporte e apoio às gestantes oferecidos pelo município. O comprometimento das unidades de saúde no combate à doença, as boas práticas e conscientização sobre a transmissão vertical são pontos positivos que Itatiba têm e resultaram na certificação, e que neste ano estão sendo novamente avaliados.

Neste ano, Itatiba também está sendo avaliada para obtenção de Selo de reconhecimento no controle da sífilis. Há três categorias do Selo de Boas Práticas que o Ministério concede: bronze, prata ou ouro. Podem receber selos de boas práticas os municípios com mais de 100 mil habitantes que atingirem a pontuação estabelecida pelo Ministério da Saúde.

Para pleitear novamente a avaliação, que é anual, a Secretaria de Saúde de Itatiba providencia documentação com indicadores e informações sobre a rede de atenção e atendimento aos pacientes. São avaliadas pelo Ministério da Saúde quatro áreas temáticas: 1) programas e serviços de saúde; 2) vigilância epidemiológica e qualidade de dados; 3) capacidade diagnóstica e qualidade de testes; e 4) direitos humanos, igualdade de gênero e participação da comunidade.

Itatiba tem uma política pública eficaz no controle da transmissão vertical do HIV, quando o vírus causador da Aids é passado da mãe para o bebê. A criança pode ser infectada em três momentos: durante a gestação, no parto ou na amamentação.

VisitaMinisteriodaSaude 2

Reconhecimento estadual também

Além do destaque nacional, a Prefeitura de Itatiba também celebra conquista estadual: o município foi certificado com o Selo Ouro em Boas Práticas em HIV/AIDS durante o Fórum de Dirigentes realizado em São Paulo, promovido pelo Centro de Referência e Tratamento DST/AIDS (CRT) do Estado de São Paulo, na última semana, em 26/06. O selo foi recebido pelo Serviço de Atenção Especializada do CTA, representado pela enfermeira Amanda Pina.

O Programa de Qualificação de Boas Práticas para municípios com Serviços Especializados é uma iniciativa do Programa Estadual de IST/AIDS de São Paulo. Ele tem o objetivo de fortalecer a gestão e a rede no SUS, aprimorando ações de promoção, prevenção, diagnóstico, vínculo, assistência e tratamento de pessoas vivendo com HIV, com o objetivo de eliminar a AIDS até 2030.

Entre as melhorias implementadas pelo Serviço de Atenção Especializada do CTA, se destacam a implantação da profilaxia pré-exposição (PrEP); disponibilidade do teste rápido em livre demanda em todas as unidades de saúde de Itatiba e a ampliação dos pontos de distribuição de preservativos em locais não ligados aos serviços de saúde.

“Esse prêmio é um reconhecimento ao nosso compromisso e dedicação em oferecer o melhor atendimento possível à população. Agradecemos a todos os profissionais que, com seu trabalho incansável, tornam possível alcançarmos esse nível de excelência. Esse prêmio é de todos nós!”, celebra o secretário.

 




source
Com informações da Prefeitura de Itatiba

Anúncios

Deixe uma resposta