O Hospital Dr. Américo Maia de Vasconcelos, unidade da rede estadual na cidade de Catolé do Rocha, está ampliando a assistência aos pacientes do sertão e, desta vez, com a oferta de cirurgias oncológicas por meio do Programa Paraíba Contra o Câncer. Neste primeiro dia de procedimentos oncoginecológicos, nesta quarta-feira (3), foram realizadas seis cirurgias, em pacientes das cidades de Brejo dos Santos, Jericó, Sousa, Conceição e Várzea. Todos os procedimentos foram agendados pelo Programa, as pacientes foram triadas pelo ambulatório de oncologia e direcionadas pela Central de Regulação, já com diagnóstico fechado, após resultado de biopsias.

Foram procedimentos de exérese (retirada de tecido) de tumor de pele e anexos, excisão de colo uterino, histerectomia (cirurgia ginecológica que consiste na remoção do útero), com ressecção (retirada) de órgãos contíguos afetados. O cirurgião oncológico Anderson Neves, que integra a equipe que fez os procedimentos, destaca o pioneirismo em trazer esse tipo de cirurgia para o Hospital de Catolé e região. “Essas são as primeiras cirurgias realizadas pelo Programa Paraíba Contra o Câncer no sertão do estado, as primeiras na história do hospital de Catolé do Rocha e isso significa um avanço muito grande para a região, com um beneficio muito significativo para a população local que não mais precisará se deslocar grandes distâncias para ter seu tratamento oncológico garantido”, disse o médico.

Uma das pacientes deste primeiro ciclo de cirurgias, a costureira Francinete Teotônio da Silva, de 68 anos, da cidade de Sousa, estava tendo dores e hemorragias frequentes por causa de complicações com um mioma, o que a impedia até de trabalhar. “Eu fui ao postinho, peguei a requisição para fazer exames com a médica e não demorou muito tempo já disseram que eu ia fazer a cirurgia aqui, mas antes fiz consulta e exames com esse médico que vai me operar hoje aqui”, contou ela, que também elogiou o atendimento no hospital de Catolé do Rocha e a agilidade do serviço.

A agricultora Rita Pordeus de Oliveira, de 45 anos, também da cidade de Sousa, estava tendo hemorragias frequentes, procurou assistência no PSF e depois de exames ficou constatada uma lesão no colo do útero, cuja indicação era cirúrgica. “Eu não sentia dor, mas o sangramento estava me incomodando muito e espero com essa cirurgia resolver esse problema. Eu tinha ido para Patos, mas disseram que a minha cirurgia seria aqui e cá estou para ficar curada”, afirmou ela.

O diretor-geral do Hospital Regional de Catolé do Rocha, Fábio Cardoso, reforça a importância da disponibilidade de mais esse serviço na unidade, que é o primeiro hospital não oncológico do sertão a abraçar o Programa. “Além de melhor atender os pacientes desta região com um serviço especializado, com essa disponibilidade em nosso hospital haverá uma melhor distribuição dos procedimentos na rede estadual, melhorando o fluxo da demanda regional, além de melhorar a assistência aos pacientes que precisam de cirurgias oncológicas que antes eram feitas somente em Patos, Campina Grande ou João Pessoa e que agora passarão a ser realizadas também aqui”, destacou o médico, agradecendo a toda equipe da Secretaria Estadual de Saúde e a todos os envolvidos para que essa assistência em saúde também chegasse a Catolé do Rocha. 

Fábio Cardoso lembra ainda a importância do Programa no rastreio e diagnóstico precoce e tratamento para os pacientes oncológicos. “Não é apenas a cirurgia. O procedimento cirúrgico é parte do tratamento, mas antes dele há todo um processo de investigação, diagnóstico e direcionamento de tratamento, acompanhado também por telemedicina, de forma que o paciente oncológico da Paraíba passa a contar com uma rede que o acolhe desde o início até o fim do tratamento, contribuindo com a melhoria da assistência ao paciente com câncer na Paraíba, que no sertão tem o importante aporte do Hospital do Bem, de Patos. Isso tudo melhora a assistência em saúde dos pacientes com câncer, diminuindo a mortalidade destes pacientes”, comentou o diretor geral do Hospital de Catolé do Rocha.

 

source
Com informações do Governo do Estado de Paraíba

Anúncios

Deixe uma resposta