O primeiro EP produzido autonomamente pela comunidade Kânda ZUMBIIDO, propõe um transe em direção ao inconsciente, buscando revelar a grandeza do povo preto. O coquetel de lançamento contará com uma audição do EP e uma exposição com indumentárias dos cortejos do bloco preto.

“ZUMBIIDO” exalta os fortes chamados para a unidade africana em todo o mundo

No dia 08 de julho de 2024 (segunda-feira), o Kânda ZUMBIIDO (@zumbiido) promove a audição e um coquetel de lançamento do seu primeiro EP intitulado “ZUMBIIDO”, no espaço cultural independente Matilha Cultural, na região central de São Paulo.

O evento antecede o lançamento oficial do EP nas principais plataformas digitais, que será realizado entre os meses de julho e agosto. Além da audição, haverá um espaço expositivo com indumentárias utilizadas pela comunidade ao longo dos anos, além elementos significativos de figurinos e adereços.

O primeiro EP produzido autonomamente por Kânda ZUMBIIDO registra as primeiras canções criadas pela comunidade para o Cortejo de seu Bloco Preto, um dos blocos emblemáticos da cultura afro-diaspórica brasileira.

O Bloco Preto ZUMBIIDO Afro Percussivo é reconhecido em São Paulo por ser um bloco afro composto somente por pessoas pretas e realizar o maior Cortejo Preto da cidade, reunindo cerca de 10 mil foliões anualmente durante o Carnaval. Além de realizar um trabalho educacional emancipador em suas formações de música e dança, que recebem cerca de 200 pessoas pretas anualmente.

Em seu primeiro EP, a comunidade exalta os fortes chamados para a unidade africana em todo o mundo, carregando a complexidade rítmica de uma gama enorme de ritmos do continente e diaspóricos.

“A música é vibração e frequência, o ânimo primeiro. ZUMBIIDO é o som do transe. É o estímulo no vazio que antecede a luz. E é no transe, o lugar profundo e escuro entre os dois mundos, que nos conectamos com o todo. No inconsciente está o começo de tudo”, são as diretrizes exaltadas pela comunidade no lançamento desta obra.

O EP é composto por quatro faixas sendo “Prelúdio Negro” um chamado de guerra, “Rainha e Reis” uma celebração da capacidade de unidade (o propósito Umoja) através da metáfora do “negro, o ser de luz”; além de “Sou um” que, em clima de Ijexá, demonstra o eixo da comunidade, o quanto as pessoas que a integram se tornam células de um grande organismo e do quanto Ifé (amor como ação) é importante para elas.

A quarta faixa, “A mola do mundo”, é uma música que faz uso da metáfora desta grande moenda, que é o mundo ocidental, para tentar revelar todos os aspectos de grandeza do povo preto. É um vissungo, um canto de lamento e de protesto ao mesmo tempo, com uma promessa de vitória.

O ZUMBIIDO nasceu a partir de uma comunidade africano-ascendente por essência, que inspira-se no legado do imortal líder revolucionário, Honorável Rei Zumbi de N’gola Janga (Palmares). Uma espécie de verbalização do levante do povo preto através de um bloco afro percussivo, que tem forte influência de diversos ritmos tradicionais africano diaspóricos e do continente.

Através das músicas e danças autorais, inspiradas nas danças e musicalidades tradicionais africanas do continente, e com forte influência do samba afro, do samba reggae e outros ritmos diaspóricos, ZUMBIIDO envolve o público com sensibilidade e potência exaltando a força e o poder de emancipação do povo preto.

Informações: www.instagram.com/zumbiidowww.zumbiido.com.br , facebook.com/zumbiido,

youtube.com/@zumbiido

Audição e Coquetel de Pré-lançamento do EP “ZUMBIIDO”

Com Kânda ZUMBIIDO

Quando: 08 de julho de 2024 (segunda-feira) – 18h

Onde: Matilha Cultural – R. Rego Freitas, 542 – República, São Paulo – SP, 01220-010

Grátis – Evento sujeito a lotação – Capacidade: 90 pessoas

Anúncios

Deixe uma resposta