O Sebrae tem se consolidado na capacitação dos microempreendedores individuais (MEI), das microempresas (ME) e das empresas de pequeno porte (EPP) de todo o país. Somente entre janeiro e junho deste ano, mais de 1 milhão de empreendedores e potenciais empreendedores se inscreveram em cursos on-line da entidade – 12% dessas matrículas foram em formações que podem ser realizadas na palma da mão, por meio do WhatsApp, Instagram ou Chatbot. A instituição celebra 52 anos de atividade nesta sexta-feira (5).

Entre os novos cursos lançados em 2024, o “Mulheres em Foco” teve o maior destaque, com mais de 11,3 mil matrículas. Na sequência estão os dois cursos do programa “UP Digital”, metodologia que ensina a organizar as finanças e a melhorar o posicionamento do negócio na internet: “marketing” (8,3 mil) e “finanças” (6,3 mil). Já o “Decola MEI”, uma jornada imersiva com interações e conteúdos exclusivos sobre empreendedorismo, gestão financeira, acesso ao crédito, marketing pessoal e digital, contou com 4,8 mil participantes.

Outras duas ferramentas digitais se destacaram neste primeiro semestre. O aplicativo do Sebrae realizou mais de 2,3 milhões de atendimentos. Já o emissor de nota fiscal da entidade contabilizou mais de R$ 20 bilhões, em 12,1 milhões de documentos emitidos.

Competitividade e produtividade

A promoção da competitividade e da produtividade dos pequenos negócios tem sido uma das principais ações do Sebrae ao longo dos últimos anos. Por meio da parceria com o Programa Brasil Mais Produtivo, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento, da Indústria e Comércio (MDIC), foram realizados, somente no primeiro semestre, cerca de 4,1 mil atendimentos a pequenos negócios pelos Agentes Locais de Inovação. Além disso, 86 mil empresas foram atendidas pelo Impulsionar Negócios e outros 1,8 mil agricultores familiares receberam capacitação por meio do programa Juntos Pelo Agro, no mesmo período.

Acesso a mercados

Também neste primeiro semestre de 2024, o Sebrae conseguiu consolidar diversas parcerias por meio do Programa Conexões Corporativas. No total, 13,8 mil pequenos negócios foram beneficiados, além de nove parcerias nacionais que foram incorporadas. O programa já representou este ano R$ 17 milhões em investimentos. Entre as empresas que fazem parte da iniciativa estão a Petrobras, a Serasa Experian, Rener, Bunge, entre outras.

Ensino

A educação empreendedora também tem conquistado cada vez mais espaço em todo o país. Até junho, 188 mil professores e 822 mil estudantes foram atendidos com as ações do Sebrae. E o Desafio Liga Jovem, que está na sua segunda edição, bateu recorde de inscrições: 54 mil estudantes distribuídos em 12 mil equipes de mais de 2,3 mil municípios brasileiros.

Relacionamento

No total, reunindo todas as formas de atendimento do Sebrae, incluindo a emissão de notas fiscais eletrônicas, a instituição realizou mais de 20,5 milhões de atendimentos– o que representa um aumento de 156% em comparação ao mesmo período de 2023. Aqueles que se tornaram clientes da entidade foram 5,5 milhões nos primeiros meses de 2024. Somente na Semana do MEI, que promoveu ações presenciais em mais de 2 mil municípios entre os dias 20 e 24 de maio, foram mais de 1,1 milhão de atendimentos e 619 mil clientes.

Desenvolvimento Territorial

Um dos eventos de destaque do Sebrae neste primeiro semestre foi o XII Prêmio Sebrae Prefeitura Empreendedora, que condecorou as boas práticas municipais que induziram o desenvolvimento e fortaleceram o empreendedorismo. Ao todo, 2.504 projetos se inscreveram na iniciativa. Além disso, o Programa Cidade empreendedora já está presente em mais de 2,3 mil municípios.

Inovação

Por meio do Programa Agentes Locais de Inovação, 23 mil empresas e 5 mil produtores rurais foram acompanhados neste primeiro semestre. Por sua vez, o Catalisa ICT selecionou cerca de 1 mil pesquisas de universidades que vão contar com apoio do Sebrae na formatação e desenvolvimento de novos negócios. Ainda no âmbito da inovação, 180 novas startups da Região Amazônica estão sendo apoiadas pelo programa Inova Amazônia, na etapa de tração do negócio. Enquanto na Região Nordeste, cerca de R$ 30 milhões foram captados para as empresas inovadoras dentro da iniciativa Startup NE.

source
Com informações do SEBRAE

Anúncios

Deixe uma resposta