5 de julho de 2024 Além de celebrarem e valorizarem a cultura da cidade, shows do último mês na Praça da Moça fizeram circular mais de 3 milhões de reais no comércio local

Nao Festa6a DinoSantos
Não é só festa: Eventos injetam milhões na economia de Diadema 15

Apenas em junho, a Praça da Moça, no centro de Diadema, foi palco de uma verdadeira avalanche cultural, para todos os gostos: adeptos do rock tiveram três dias para curtir novas e tradicionais bandas – e relembrar os velhos tempos; um dia inteiro foi dedicado à celebração da diversidade, com shows de drag queens, bailarinos e DJs; e o mês finalizou com dois finais de semana do já tradicional São João de Diadema. No total, 185 mil pessoas passaram pelos 3 eventos, prestigiando 37 artistas ao longo de 13 dias. Um sucesso – e não só pela festa.

Segundo a Secretaria de Cultura, tirando nomes famosos de fora, como Fresno e Juliette, a grande maioria dos artistas eram da cidade e receberam cachê pelos eventos. Além disso, houve remuneração para os atores locais que figuraram na vila de São João, para os trabalhadores terceirizados que trabalharam nos palcos e bastidores, todos os camarins eram abastecidos com alimentação e bebidas compradas em comércios locais, gráficas, papelarias e carros de som foram contratadas para a divulgação dos eventos e houve gastos com aluguel de equipamentos e estruturas, como mesas e cadeiras. No total, a secretaria estima ter feito circular na cidade cerca de R$ 1,755 milhão.

Por outro lado, perto de 100 famílias se revezaram nas cerca de 20 barracas de comidas e bebidas típicas disponíveis ao público em todas as festas, com uma rica diversidade gastronômica: caldos, cuscuz, acarajé, tapioca, pastel, crepes, lanches, churrasco, canjica, doces diversos, vinho quente, quentão, chá de amendoim e outras bebidas. E ainda havia as barracas de artesanato. Toda a arrecadação das vendas desses empreendedores sociais também circula pela economia da cidade, na compra de mais insumos e nos gastos rotineiros de cada família. Segundo dados da Economia Solidária da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, cerca de R$ 1,670 milhão de reais girou pela cidade apenas a partir dessas famílias.

No total, quase R$ 3,5 milhões foram injetados na economia da cidade apenas com os eventos do mês de junho, beneficiando direta ou indiretamente milhares de cidadãos e cidadãs diademenses.

Solidariedade

Além dos valores, o Fundo Social de Solidariedade contabilizou doações de 3,5 toneladas de alimentos na Praça da Moça somente nesse período – só o fã clube da Juliette contribuiu com quase 500kg. Todo esse alimento seguiu para o Banco de Alimentos e, segundo a Secretaria de Segurança Alimentar, será repassado para as famílias em situação de vulnerabilidade da cidade.

Nao Festa9b DinoSantos
Secretário de Cultura Camilo Vannuchi e o prefeito Filippi

Para o prefeito José de Filippi Júnior, este é mais um motivo de por que a cultura deve estar sempre presente na vida das pessoas e nas políticas públicas. “Queremos que a nossa cidade tenha espaço para a cultura. Aqui, nessa praça, a gente tem um remédio para a alma, para que as pessoas possam ter mais felicidade em suas vidas”, concluiu.

Isso e 3 milhões e meio no bolso.

por André Ribeiro / Fotos: Dino Santos

source
Com informações da Prefeitura de Diadema

Anúncios

Deixe uma resposta