5 de julho de 2024 Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal está investindo em cinco projetos na cidade

Projeto do CEU Fabíola

O Novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) do governo federal investe mais de R$ 216 milhões na cidade, verbas que vão contemplar cinco projetos, dois educacionais, dois habitacionais e um esportivo.

Assim que foram confirmados, a Prefeitura passou a preparar os projetos de engenharia a serem encaminhados à Caixa Econômica Federal, que vai fazer análise e aprovação dos documentos para autorizar o início do processo de licitação, quando então a obra é contratada.

São dois projetos no setor educacional, a ampliação e adaptação da EMEB Professora Fabíola de Lima Goyano para construção do segundo CEU de Diadema, e a reforma da EMEB Reinaldo Piró.

Segundo CEU – O novo prédio da EMEB vai atender, num primeiro momento, 416 crianças, e contará com 13 salas de aula, biblioteca, sala multiuso, cozinha e espaços para a prática de esportes, eventos culturais e lazer. Em um segundo momento, sua capacidade será ampliada para 818 estudantes. O investimento para a fase inicial é de R$ 13 milhões.

EMEB Reinaldo Piró – Localizada na área central da cidade, a escola terá creche para atender 188 crianças, sendo 40 bebês. O prédio contará com lactário, fraldário, parque infantil e sala multiuso. O investimento será de R$ 2,6 milhões.

O Novo PAC também vai construir o Espaço Esportivo Comunitário Inamar com campo de futebol society com grama sintética, quadra de basquete 3 x 3, pista de caminhada com 220 metros e parquinho infantil, em área de 3.000 m². Vai custar R$ 1,5 milhão.

Outros dois projetos serão contemplados na área habitacional:

O Periferia Viva vai fazer intervenções de qualificação habitacional e urbanística no Jardim Marilene e no Jardim Gazuza. O programa do Ministério das Cidades vai melhorar a infraestrutura dos dois núcleos com investimentos em saneamento, habitação, saúde, educação, cultura, lazer e mobilidade.

O Novo PAC também vai garantir a continuidade do programa Regulariza Diadema, de obtenção da titularidade do imóvel nos núcleos habitacionais da cidade.

O prefeito José de Filippi Jr disse que o governo Lula tem se mostrado sensível às demandas apresentadas. “Nossos projetos têm alta inserção social e quem sai ganhando é a cidade e a população”, concluiu.

source
Com informações da Prefeitura de Diadema

Anúncios

Deixe uma resposta