Utilizando o Apple Watch, a plataforma de software StrivePD da Rune Labs fornecerá aos médicos um fluxo contínuo de observações.

A empresa Rune Labs, com sede em São Francisco disse ter recebido autorização da Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) para utilizar o Apple Watch para monitorar tremores e outros sintomas comuns em doentes com Parkinson.

 

O software da Rune Labs utiliza sensores de movimento incorporados no Apple Watch, que já podem ser utilizados para detectar quando uma pessoa cai.

O Chefe Executivo da Rune Labs, Brian Pepin, disse numa entrevista que os dados da Apple Watch serão combinados com dados de outras fontes, incluindo um implante Medtronic Inc (MDT.N) que pode medir sinais cerebrais.

Segundo a Reuters, o objetivo da Rune Labs é que os médicos utilizem os dados combinados para decidir se e como afinar o tratamento dos pacientes. Atualmente, refere Pepin, a maioria dos médicos tem de recolher dados sobre os movimentos de um paciente, observando-os durante uma breve visita clínica, o que não é o ideal porque os sintomas de Parkinson podem variar muito ao longo do tempo.

Utilizando o Apple Watch, a plataforma de software StrivePD da Rune Labs fornecerá aos médicos um fluxo contínuo de observações.

Deixe uma resposta