Câmara de Suzano instaura segunda Comissão Processante neste mês para investigar Vereador Lisandro Frederico

1
401

A Câmara de Suzano instaurou, por unanimidade de votos dos vereadores presentes, na sessão ordinária de hoje (27), segunda Comissão Processante (CP) para investigar outra denúncia protocolada na Casa de Leis contra o vereador Lisandro Frederico (PSD). A denunciante é uma advogada da cidade que já foi presidente da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) da cidade. Ela alega, no documento de quase 300 páginas, que o vereador “vem exercendo a vereança, em tese, com várias práticas incompatíveis, ilegais, ferindo os princípios da Administração Pública, e da ONG PAS estipulados no estatuto também, com quebra de decoro parlamentar e atitudes incompatíveis com a dignidade da Câmara Municipal, além, em tese, das práticas delituosos de concussão, corrupção passiva e peculato, caracterizando, em tese, toda a situação fática improbidade administrativa”.

A denunciante relata, ainda, que Lisandro exerceu o cargo de presidente de uma ONG mesmo sendo eleito vereador (o que é ilegal), que ele supostamente utilizaria o mandato para beneficiar esta ONG, assim como a ONG seria administrada em prol o cargo político dele. Além disso, a advogada apontou que o parlamentar e seus assessores teriam mentindo durante depoimento no inquérito policial que investiga a suposta prática de “rachadinha” no gabinete de Lisandro.

Lisandro se defendeu das acusações mantendo seu discurso que as denúncias têm “motivações políticas”.

CP

Esta segunda CP será presidida pelo vereador Joaquim Rosa (PL). O relator é o parlamentar Alceu Cardoso (Republicanos) e o membro o vereador José Silva de Oliveira (MDB), o Zé Lagoa.

Primeira

A primeira CP instaurada contra o vereador Lisandro foi aberta no último dia 13. A denúncia, feita por um morador da cidade, alega que o parlamentar reteria parte do salário de seus assessores.

1 COMENTÁRIO

Deixar uma resposta