Cegonha da Solidariedade conclui entrega de kits para 500 gestantes

0
115

Último encontro nesta terça-feira (17/12) contou com palestras para cerca de 200 grávidas participantes do projeto

O projeto Cegonha da Solidariedade concluiu as entregas de kits de acolhimento e conhecimento a 500 gestantes suzanenses neste ano. O último encontro ocorreu no Teatro Municipal Dr. Armando de Ré, na manhã desta terça-feira (17/12), com cerca de 200 mães participantes. Ação semelhante aconteceu em meados de novembro, quando outras 300 mulheres foram beneficiadas pela iniciativa do Fundo Social de Solidariedade de Suzano.
Além da entrega de kits, as gestantes ainda puderam assistir a mais uma palestra com especialistas, que as orientaram sobre engasgos e a importância do pré-natal e do aleitamento materno. A conversa foi mediada pela médica ginecologista Isabella Masirevic Lozano, pelas enfermeiras Edna Rodrigues e Mari Garcia – que são supervisora da ala materna da Santa Casa de Suzano e responsável pelo Posto de Coleta de Leite Humano, respectivamente – e pelo enfermeiro Jefferson Azevedo, que integra o Núcleo de Educação Permanente (NEP) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Além da entrega de kits, as gestantes ainda puderam assistir a mais uma palestra com especialistas, que as orientaram sobre engasgos e a importância do pré-natal e do aleitamento materno. A conversa foi mediada pela médica ginecologista Isabella Masirevic Lozano, pelas enfermeiras Edna Rodrigues e Mari Garcia – que são supervisora da ala materna da Santa Casa de Suzano e responsável pelo Posto de Coleta de Leite Humano, respectivamente – e pelo enfermeiro Jefferson Azevedo, que integra o Núcleo de Educação Permanente (NEP) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

As participantes do Cegonha da Solidariedade estão entre as 30ª e 36ª semanas de gestação e fazem acompanhamento da gravidez nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e de Saúde da Família (USFs) de Suzano. O encontro especial organizado pelo Fundo Social recebeu a presidente do órgão, a primeira-dama Larissa Ashiuchi, o secretário de Saúde, Luís Cláudio Guillaumon, e a administradora da Santa Casa de Misericórdia, Poliana Souza.

Em sua fala, o chefe da pasta destacou a importância do acolhimento e do suporte às gestantes na rede pública, lembrando ainda a atuação dos profissionais e o papel fundamental da vacinação. “A vacina é uma das ferramentas desenvolvidas pela medicina e pela ciência de maior eficácia e tecnologia. É dever dos pais manter a carteirinha em dia e disseminar essa ideia, sendo multiplicadores de informação. Somente assim, juntos, vamos alcançar uma sociedade melhor”, enfatizou Guillaumon.

A presidente do Fundo Social e idealizadora do projeto agradeceu a participação das gestantes e dos acompanhantes e comemorou o sucesso da iniciativa neste ano. “A Saúde é uma das secretarias mais difíceis de se administrar. É preciso empenho e dedicação, além de todo carinho pelo próximo. Esse projeto traz essa humanização com as gestantes e, sobretudo, com os novos cidadãos suzanenses que estão chegando pelas nossas mãos enquanto Poder Público. O objetivo é cuidar do nosso povo, por isso a importância do conhecimento sobre o pré-natal e de todos os protocolos seguidos para assegurar mais qualidade de vida”, disse Larissa.
O Cegonha da Solidariedade é realizado por meio de uma parceria com a empresa Kimberly Clark. Os kits de acolhimento entregues são compostos por banheira, fraldas e roupas para recém-nascidos.

O Cegonha da Solidariedade é realizado por meio de uma parceria com a empresa Kimberly Clark. Os kits de acolhimento entregues são compostos por banheira, fraldas e roupas para recém-nascidos.

Crédito das fotos: Irineu Junior/Secop Suzano

Deixar uma resposta