Centro de Convivência de Itaquá cria canal para interagir com os idosos da cidade

0
57
Centro de Convivência de Itaquá cria canal para interagir com os idosos da cidade

Considerando que os idosos fazem parte do grupo de alto risco para contágio e agravamento dos sintomas do COVID-19 e a necessidade do isolamento social para preservação deste público, o Centro de Convivência da Melhor Idade de Itaquaquecetuba (CCMII) acaba de lançar um canal direto de comunicação para os idosos. O “Alô Melhor Idade” propõe a oferta de atividades físicas, orientações de saúde e assistência social, tutoriais de artesanato, atividades esportivas e terapêuticas, entre outros informativos, por meio do whatsapp.

Os idosos que já frequentavam os projetos do Centro de Convivência da Melhor Idade estão sendo cadastrados ao aplicativo para que possam interagir com os professores e mantenham uma rotina de atividades, porém dentro de suas casas. Cerca de 500 pessoas com mais de 60 anos já estão inscritas nesta nova ferramenta do CCMII.

Aqueles que não são inscritos no Centro de Convivência poderão se cadastrar no “Alô Melhor Idade”, enviando uma mensagem para o número (11) 99016-1256, informando o seu nome e o bairro em que reside.

As atividades serão enviadas diariamente por meio de vídeos gravados por profissionais da saúde, desenvolvimento social, esporte e outros. Os idosos também poderão sugerir temas dos quais eles tenham interesse em receber informações.

Os que encontrarem dificuldade em cadastrar o “Alô Melhor Idade” no aparelho de celular poderão entrar em contato pelo telefone (11) 4753-3370 para que receba a ajuda de um profissional do CCMII.

De acordo com a coordenadora do Centro de Convivência de Itaquá, Natachy Araujo, o “Alô Melhor Idade” tem como responsabilidade levar informação, entretenimento e interação com os serviços que fazem parte do dia a dia dos idosos através do projeto realizado com apoio da Associação Cultural, Artes, Lazer, Educação, Dança, Esportes e Entretenimentos (Acaledee).

“Os idosos encontram no Centro de Convivência apoio emocional e um pouco mais qualidade de vida, com a necessidade do distanciamento tememos pelo bem-estar físico e emocional deles, então buscamos na tecnologia uma forma de nos reaproximarmos deste público”, afirmou Natachy.

Além da distribuição dos vídeos pelo whatsaap, todo o material será disponibilizado no facebook do Centro de Convivência, para acompanhar basta curtir a página: https://www.facebook.com/cemiitaqua.

A secretária de Desenvolvimento Social, Érika Muller reforça a iniciativa. “É fundamental que os idosos encontrem nos nossos serviços este apoio. Seguiremos com o acompanhamento deles e caso seja identificada alguma necessidade especial, eles receberão os devidos encaminhamentos de forma individual, seja de saúde ou assistência social”, garante a gestora da pasta responsável pelo atendimento aos idosos.

Deixar uma resposta