Comércios da região norte recebem orientação sobre a lei dos canudos

0
144

Lei começa a valer no dia 15 de fevereiro e a multa à desobediência pode variar de R$ 552 a R$ 5,5 mil

O Procon de Suzano segue com o trabalho de orientação aos comerciantes que devem se adequar à lei que proíbe o uso de canudos de plástico. Nesta terça-feira (04/02), as equipes estiveram na região norte do município. A lei estadual nº 17.110/2019 começa a valer no dia 15 de fevereiro. A partir desta data, os comerciantes que não fizerem a substituição, poderão ser multados. A lei foi sancionada em 13 de julho de 2019.

Além da orientação, foi realizada também a distribuição de um adesivo que alerta sobre a lei, até para que os clientes se acostumem com a nova determinação. Os proprietários estão em período de adaptação desde meados de outubro quando a lei foi regulamentada no Estado de São Paulo.

Segundo a diretora do Procon, Daniela Itiece, os estabelecimentos como hotéis, bares, restaurantes, padarias, casas noturnas, entre outras, deverão substituir os canudos de plástico por outros de papel reciclado, material biodegradável ou comestível, embalados individualmente em envelopes fechados feitos do mesmo material.

“Agora falta pouco para o início da lei e a gente sempre alerta sobre esta data limite. O que nós temos visto é que muitos já estão se adequando e fazendo a substituição. Alguns ainda estão utilizando os canudos de plástico que têm em estoque até a data permitida”, explicou.

As equipes do Procon de Suzano já realizaram este trabalho de orientação nos estabelecimentos do Suzano Shopping. De acordo com a programação do órgão, nesta quarta-feira (05/02), as equipes estarão presentes na área central, Vila Urupês, Jardim Imperador, Vila Amorim e ainda no distrito de Palmeiras.

A especialista explica que a ideia é continuar com as orientações, não só com os fornecedores, como também aos consumidores. “Todos devemos nos conscientizar em relação ao propósito da lei, que é sobre os impactos que o plástico causa no meio ambiente e diminuir o uso dos canudos de plástico em qualquer lugar”, disse.

A partir do dia 15 de fevereiro, quem descumprir a lei deve ser multado e o valor, que pode variar entre R$ 552,20 (equivalente a 20 Ufesps – Unidade Fiscal do Estado de São Paulo) e R$ 5.522,00 (200 Ufesps), poderá ser aplicado em dobro em casos de reincidência. O valor arrecadado será destinado a programas ambientais.

Crédito das fotos: Irineu Junior/Secop Suzano

Deixar uma resposta