Idoso é encontrado morto e amarrado na sala de casa em Peruíbe

0
106
Aposentado é encontrado morto e com o corpo amarrado em Peruíbe — Foto: Arquivo Pessoal

Aposentado José Roberto Presti, de 76 anos, foi encontrado já sem vida por uma vizinha, que acionou a Polícia Militar, em Peruíbe.

Um aposentado de 76 anos foi encontrado morto, com as mãos atadas e uma cinta amarrada no pescoço, na sala de jantar da própria casa em Peruíbe, no litoral de São Paulo. De acordo com a Polícia Civil, José Roberto Presti morava sozinho e seus pertences foram encontrados revirados. Até o momento, nenhum suspeito de cometer o crime foi identificado.

O caso aconteceu na tarde da última quinta-feira (24), na Rua Nicolau Prestes, no Centro de Peruíbe, onde o idoso morava. Por volta das 13h45, uma vizinha de Presti acionou a Polícia Militar ao perceber que o portão da casa dele estava aberto, o que era incomum.

Aos policiais, a moradora contou que decidiu entrar no imóvel e encontrou o aposentado caído no chão da sala de jantar. A PM chegou na residência e, com apoio da equipe médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), constatou que o idoso estava morto.

Os policiais militares isolaram o local e também identificaram que o idoso tinha o braço direito amarrado com um cadarço, além de apresentar sinais de que o braço esquerdo também havia sido atado. Presti também tinha um lenço e uma cinta amarrada na região do pescoço.

A PM realizou uma vistoria na casa do aposentado e encontrou diversos pertences revirados na cama dele. A carteira de Presti também havia sido aberta e deixada próximo ao corpo. Na garagem do imóvel, os policiais localizaram uma nota de R$ 50 caída atrás do carro do idoso.

A vizinha que acionou a Polícia Militar foi levada à Delegacia de Polícia Sede de Peruíbe, onde prestou depoimento e confirmou a versão apresentada inicialmente. Segundo ela, o idoso morava sozinho e tinha o hábito de ajudar pessoas que pediam por comida na porta da casa dele, mas não costumava receber visitas.

O caso foi registrado como homicídio qualificado e o corpo do idoso foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) para passar por autópsia, a fim de identificar a causa da morte. Até o momento, nenhum suspeito foi identificado e o crime permanece sendo investigado.

Deixar uma resposta