Igreja do Baruel é incluída na Rota da Madeira e Suzano iniciará revitalização do trajeto

0
346

Percurso em meio à Mata Atlântica tem 34 quilômetros de extensão e também abrange as cidades de Santo André e Mogi das Cruzes

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego está preparando a revitalização do trecho de Suzano na Rota da Madeira – Circuito de Fé e Ecoturístico, um percurso de 34 quilômetros em meio à Mata Atlântica que também abrange as cidades de Santo André e Mogi das Cruzes. Entre as ações previstas estão a renovação de placas de sinalização, o lançamento de um passaporte turístico e, em especial, a implantação de um ramal no roteiro para incorporação da Igreja do Baruel ao trajeto.

Os trabalhos são realizados pelas prefeituras envolvidas. Em Suzano, o Departamento de Turismo é quem está frente, com apoio das Secretarias de Cultura e Transporte e Mobilidade Urbana. Um evento ciclístico foi agendado para 5 de abril (sábado), em Paranapiacaba, distrito de Santo André, a fim de oficializar a revitalização da Rota da Madeira, quase dois anos após a sua inauguração. A atividade também marcará a inclusão de seis capelas e igrejas no roteiro, entre elas a do Baruel, onde haverá um ponto de apoio ao turista, que se somará aos quatro já existentes em estabelecimentos comerciais, e o lançamento do passaporte especial.

O percurso tem início na Vila de Paranapiacaba, passando por Palmeiras e por Quatinga, em Mogi das Cruzes. O trajeto é utilizado para a prática de caminhada, corrida, ciclismo, hipismo e passeios com veículos 4×4, permeado de pontos turísticos naturais, de alimentação, de comércio e agora religiosos, que poderão estimular até mesmo peregrinação. Um ramal sai da região das estradas da Quinta Divisão e do Giotoku e segue até a Igreja do Baruel, às margens da rodovia Índio Tibiriçá (SP-31), em uma extensão de sete quilômetros.

“A ideia é que o turista faça o trajeto da Rota da Madeira desde o início e marque seu passaporte com os carimbos colecionáveis pelos locais por onde passar. Em breve também com a Igreja do Baruel como ponto a ser visitado. E não precisa ser tudo no mesmo dia. Ele pode fazer no seu tempo, voltando em outros momentos para completar o percurso. Assim, iremos proporcionar uma atividade agradável e saudável de se fazer e incentivar o comércio local. Inclusive, foi acrescentado o Magic City como alternativa de hospedagem para os turistas”, comentou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego, André Loducca.

Entre as atrações oferecidas ao visitante nas três cidades estão a Mata Atlântica em si, contato com a cultura local, a Vila de Paranapiacaba, a Pedra Grande, a Igreja do Baruel etc. O circuito é baseado na Rota da Madeira, que se desenvolveu no século XX para suprir a necessidade de matéria-prima para a produção de carvão mineral, principalmente para alimentar a viação ferroviária.

Crédito das fotos: Irineu Junior/Secop Suzano

Deixar uma resposta