PARA VEREADOR EDINHO DO KEMEL, ESCOLAS EM TEMPO INTEGRAL SEM ESTRUTURA PODEM AMPLIAR DESIGUALDADE

0
60

O Governo de João Doria quer implantar 100 escolas integrais na rede pública de ensino médio regular. Professores e estudantes criticam falta de diálogo e temem que instituições em áreas mais vulneráveis e sem estrutura sejam prejudicadas. Segundo a Secretaria de Educação do Estado, a oferta do Programa de Ensino Integral contemplaria 500 mil novos alunos nessa modalidade, um aumento de 32% em relação ao que é oferecido hoje.

Mas, como implantar a modalidade de ensino em escolas em situação precária? Como é o caso da Escola Estadual Bertha Corrêa e Castro da Rocha, em Poá. A medida de Doria desconsidera problemas estruturais da escola, não dialoga com comunidade escolar e apresenta conteúdo educacional com pouca clareza.

Procurado para intervir junto aos pais e alunos da rede estadual de ensino na situação em que o Governo Estadual pretende instalar a modalidade de ensino em tempo integral, o parlamentar se colocou à disposição e deve pedir apoio ao Deputado Estadual Rodrigo Gambale.

Me coloco à disposição de toda comunidade escolar, pais, alunos, professores, em busca de um caminho onde a política pública seja mais efetiva e eficaz, para isso, é fundamental que as pessoas envolvidas sejam ouvidas. Levarei essa demanda ao Governo do Estado, inclusive, pedirei apoio do Deputado Estadual Rodrigo Gambale, para esta frente.

Deixe uma resposta