Policiais ambientais encontraram três homens em uma embarcação realizando a prática de arrasto, — Foto: Divulgação/Polícia Ambiental

A Polícia Ambiental flagrou, neste domingo (9), três homens praticando pesca irregular e apreendeu cerca de 700 kg de camarão em Guarujá, no litoral de São Paulo. Os três irão responder em liberdade por crimes ambientais e terão que pagar um total de R$ 117,6 mil em multas.

Policiais militares do 3° Batalhão de Polícia Ambiental realizaram um patrulhamento marítima pela cidade de Guarujá, próximo ao Farol da Moela, e encontraram três homens em uma embarcação realizando a prática de arrasto, sem o TED, um dispositivo de escape de tartarugas.

Segundo a Polícia Ambiental, o item é obrigatório nas embarcações acima de 11 metros de comprimento, engajadas na pesca de arrasto. Além disso, durante a vistoria, os homens não apresentaram a carteira de pescador.

O flagrante resultou na apreensão da embarcação, de quatro portas (petrecho utilizado na pesca), duas redes de arrasto e todo o pescado que estava no barco, sendo 600 kg de camarão sete barbas e 100 kg de camarão branco. Os camarões foram doados aos Fundos Sociais Municipais e Instituições beneficentes da Baixada Santita.

Já os três pescadores vão responder pelas infrações de “pescar mediante a utilização de petrecho não permitido” e “pescar sem autorização do órgão ambiental competente”, ambas presentes resolução 48\14 da Secretaria do Meio Ambiente. Eles terão que pagar um total R$ 117,6 mil em multas.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta