Polícia desativa fábrica clandestina de palmitos e responsável é multada em mais de R$ 400 mil em Sete Barras

0
309

De acordo com a Polícia Militar Ambiental, a ação aconteceu durante um patrulhamento tático realizado no município de Sete Barras, no interior de São Paulo.

Equipes da Polícia Militar Ambiental desativaram uma fábrica clandestina de produção de palmitos em conserva no município de Sete Barras, no interior de São Paulo. De acordo com as autoridades, a responsável pelo estabelecimento foi multada em mais de R$ 400 mil.

A ação aconteceu durante um patrulhamento tático no interior de uma Área de Proteção Ambiental (APA), localizada próxima ao Km 41 da Rodovia SP-139, no bairro Mamparra em Sete Barras, próximo ao Parque Estadual Carlos Botelho, realizado no último sábado (23).

De acordo com a PM, as equipes localizaram a fábrica clandestina no interior da Unidade de Conservação, sem qualquer tipo de autorização para funcionamento dos órgãos ambientais. No local, os policiais apreenderam 668 unidades de palmito juçara, além de vidros, tampas e tambores para processamento do alimento.

Mais de 660 unidades de palmito juçara foram apreendidas no interior de SP — Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental

Após ser identificada, a responsável pelo espaço foi autuada por infração ambiental. Por ter cometido o crime no interior da Unidade de Conservação, a multa aplicada foi de R$ 400.800. O material apreendido foi levado à Delegacia de Polícia de Sete Barras, onde o caso foi registrado.

Deixar uma resposta