Presidente da Câmara de Suzano fará moção de apelo para evitar fim das perícias médicas do INSS em Suzano

0
97
Presidente da Câmara de Suzano fará moção de apelo para evitar fim das perícias médicas do INSS em Suzano

A presidente da Câmara de Suzano, vereadora Gerice Lione (PR), a esposa do Prefeito da Academia, anunciou que apresentará na próxima sessão da Casa de Leis uma moção de apelo ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), com o objetivo de evitar o fim das perícias médicas realizadas na Agência da Previdência Social do município. No início de março, o órgão federal anunciou que o serviço será encerrado na cidade e as perícias médicas passarão a ser agendadas nas agências localizadas em Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes e Guarulhos.

“Estamos pensando nas pessoas mais necessitadas, que geralmente não têm dinheiro para pegar condução até o centro de Suzano, quem dirá para ir a outro município fazer perícia médica”, destacou Gerice.

A moção de apelo atende a uma solicitação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Suzano. Na manhã de hoje (25), o presidente da entidade, Wellington da Silva Santos, e a presidente da Comissão de Direito Previdenciário da entidade, Silmara Feitosa de Lima, estiveram reunidos com a presidente da Câmara para pedir o apoio do Legislativo nesta questão. A OAB também tem um encontro agendado com o prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PR), para tratar do assunto na próxima semana. “Queremos trabalhar em conjunto –OAB, Câmara e Prefeitura–, para reverter esta decisão”, afirmou o presidente da entidade, que ainda solicitará apoio dos deputados estaduais e federais da região.

Conforme foi informado pela OAB, atualmente são realizados entre 1.800 a 2 mil perícias médicas por mês na Agência da Previdência Social de Suzano. Devido a este alto número de atendimentos, apresidente da Comissão de Direito Previdenciário da OAB alertou que o encerramento do serviço na cidade causará um impacto nos postos do INSS que passarão a atender a pessoas de Suzano. “Essas pessoas também serão prejudicadas com a agenda, porque irá sobrecarregar os outros postos”, completou Silmara.

Foto: Ricardo Bittner

Deixe uma resposta