Repórter descobre câncer após espectadora alertá-la

0
58
© Google

De acordo com a CNN, a inesperada descoberta aconteceu em junho, quando uma mulher viu Price no ar e notou um caroço suspeito no pescoço dela, o que a fez enviar um e-mail à jornalista

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Uma repórter de televisão foi diagnosticada com câncer após uma espectadora alertá-la que caroço em seu pescoço poderia ser um tumor. Victoria Price, que trabalha no canal WFLA, na Flórida (EUA), postou no Twitter na quinta-feira (23) que passará por uma cirurgia na segunda-feira (27) para remover o tumor, a tireoide e alguns linfonodos.

 

De acordo com a CNN, a inesperada descoberta aconteceu em junho, quando uma mulher viu Price no ar e notou um caroço suspeito no pescoço dela, o que a fez enviar um e-mail à jornalista. “Oi, acabei de ver o noticiário. O que me preocupou foi o caroço em seu pescoço. Por favor, verifique sua tireoide. Lembra-me do meu pescoço. O meu acabou por ser câncer. Cuide-se”, escreveu a mulher, colocando o texto inteiro na linha de assunto do email.

Em uma matéria para o site da WFLA, Price disse que ficou dividida entre o pânico ou desconsiderar o e-mail. “Meu namorado amoroso e insistente, que está ciente da minha predisposição a ignorar as coisas e fingir que sou invencível, me obrigou a marcar uma consulta “, escreveu ela. O médico concordou que havia algo errado e um ultrassom encontrou o nódulo na tireoide da repórter.

Ela confirmou as suspeitas ao se consultar com um oncologista constatou que ela tinha câncer e a doença estava se espalhando para seus linfonodos. “Se eu nunca tivesse recebido esse e-mail, jamais teria ligado para o meu médico. O câncer continuaria a se espalhar. É um pensamento assustador”, desabafou Price, emendando: “Para sempre serei grata à mulher que se esforçou para me enviar um e-mail, uma total estranha. Ela não tinha obrigação de fazê-lo, mas fez mesmo assim”.

Price avisou que se ausentaria por uma semana para se submeter a cirurgia e disse, ainda, que fará uma tomografia computadorizada e biópsia de outros linfonodos para garantir que o câncer não se espalhe. Ela contou que devido ao ritmo acelerado de trabalho por conta da pandemia do coronavírus não estava pensando em sua própria saúde.

“Intermináveis mudanças em um ciclo sem fim de notícias. Ajustando-me a fluxos de trabalho remotos e, no meu caso, assumindo um novo papel investigativo. Estávamos cobrindo a história de saúde mais importante em um século, mas minha própria saúde era a coisa mais distante da minha vida”, lamentou. Price enviou à mulher um e-mail agradecendo pelo que fez, mas ainda não recebeu uma resposta.

A repórter terminou seu tuíte com uma mensagem positiva. “O mundo é um lugar difícil hoje em dia. Não se esqueça de cuidar de si mesmo. Cuide-se. Amem a todos e até breve”.

Deixar uma resposta