‘Síndrome do coração partido’: depois de 72 anos juntos, marido e mulher morrem com diferença de 12 horas

0
47
Marilyn Frances DeLaigle e Herbert DeLaigle, que foram casados por 72 anos e morreram com 12 horas de diferença — Foto: Reprodução/Facebook

Herbert DeLaigle, um militar norte-americano, frequentava um café na cidade de Waynesboro, no estado da Virgínia, e começou a se interessar pela garçonete, Marilyn Frances.

Ele a convidou para sair, eles foram ao cinema e, um ano depois, se casaram.

Isso foi há 72 anos; no último dia 12 de julho, os dois morreram com 12 horas de diferença entre eles.

A história do coração partido

A história dos dois foi reportada pela rede CNN. Segundo a rede, há uma síndrome de coração partido: quando uma pessoa recebe uma notícia muito impactante, há um estresse grande, e é comum que haja um choque no coração, semelhante a um ataque.

O casal deixou 50 descendentes: seis filhos, 16 netos, 25 bisnetos e três tataranetos.

Frances morou seis anos na Alemanha, onde Herbert serviu o exército norte-americano, e, durante os 20 anos em que ele esteve na instituição, eles mudaram constantemente de estados, de acordo com o obituário dela.

Novos psicólogos começam a atender na rede municipal de saúde

Deixe uma resposta