Suzano abre canal online de consulta de autuações no trânsito

1
236

Motoristas poderão gerar boleto e acompanhar recursos no site oficial

A Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana de Suzano oferece um novo canal de atendimento online para consultas de autuações no trânsito. A página, que pode ser acessada no site oficial da prefeitura (http://bit.ly/ConsultaTransito), permite a emissão gratuita da segunda via de boletos e o acompanhamento de recursos. A iniciativa visa oferecer mais comodidade aos motoristas, que poderão consultar em casa o andamento das multas.

Para checar a situação, o usuário deve acessar a página oficial do Poder Executivo e clicar na aba “prefeitura” e “secretarias”. Nesta nova área, o cidadão terá acesso à “Secretaria Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana”, onde haverá o link “Consultas de Autuações”. O mesmo link poderá ser encontrado no “Acesso Rápido”, da página inicial do site.

Desta forma, o suzanense será direcionado ao novo espaço de consulta, onde deverá informar a placa, o Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) e o número da autuação ao clicar no botão principal “Consulta Autuações”. A ferramenta permite aos motoristas acesso exclusivo ao andamento das multas aplicadas, com a emissão da segunda via de boletos e o acompanhamento de eventuais recursos propostos. Esta mesma página também exibe os endereços dos radares sob supervisão da pasta municipal.

Para o secretário municipal de Transportes e Mobilidade Urbana, Claudinei Valdemar Galo, o canal online inédito no município tem o objetivo de facilitar o acesso dos motoristas. “Agora oferecemos essa comodidade para que possamos manter os usuários sempre informados da maneira mais transparente possível. Os motoristas poderão conferir, em casa, a situação de cada multa recebida”, explicou.

Mais informações podem ser obtidas no telefone (11) 4746-1166 ou diretamente na pasta, que está localizada no número 152 da rua Dr. José Correia Gonçalves, na Vila Correia.

Crédito das fotos: Irineu Junior/Secop Suzano e Maurício Sordilli/Secop Suzano

1 COMENTÁRIO

Deixar uma resposta