Suzano ganha novo Centro de Referência e Apoio à Vítima

2
260

Unidade de atendimento está sediada no Paço Municipal; expectativa é que local receba 300 pessoas ao longo do ano

A Prefeitura de Suzano e a Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania inauguraram na tarde desta terça-feira (28/01) o primeiro Centro de Referência e Apoio à Vítima (Cravi) da cidade. A unidade está sediada no subsolo do Paço Municipal Firmino José da Costa (rua Baruel, 501- centro) e garante atendimento gratuito a pessoas e familiares que foram alvos de crimes violentos. O equipamento público deve atender não apenas o município, mas também a eventual demanda de outras cidades da região, sendo o único Cravi operante do Alto Tietê.

O evento contou com a presença do prefeito Rodrigo Ashiuchi, da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Larissa Ashiuchi, e do vice Walmir Pinto. A inauguração ainda foi prestigiada pelo secretário estadual de Justiça e Cidadania, Paulo Dimas Mascaretti; pelo coordenador do Cravi, Bruno Fedri; e pela supervisora técnica dos programas de Cidadania, Eliana Passarelli.

A unidade será gerenciada pela Associação de Assistência à Mulher, ao Adolescente e à Criança Esperança (AAMAE), conforme chamamento público e assinatura de convênio com o Governo do Estado, ocorrido em outubro de 2019. O Cravi Suzano deve contar com uma equipe multidisciplinar formada por psicólogos e assistentes sociais, alocados em um espaço equipado com brinquedoteca, salas de atendimento em grupo e individual. A expectativa é de que, por ano, sejam efetuados pelo menos 300 atendimentos e 30 ações, como palestras e seminários, em parceria com a administração municipal, sobretudo com o apoio das Secretarias Municipais de Saúde, Assistência Social e Educação.

Para o prefeito Rodrigo Ashiuchi, o equipamento soma esforços na cidade. “Esta é mais uma conquista para a assistência psicossocial ofertada no município, em parceria com o Estado. Desde o episódio na Escola Estadual Professor Raul Brasil, trabalhamos diariamente pelas vítimas diretas e indiretas desta situação, que afetou a todos na cidade. Agora contamos com este importante reforço, não apenas para o referido caso, mas para todos aqueles que precisam de atenção e cuidado”, disse.

Já o secretário Paulo Dimas Mascaretti destacou a importância do comprometimento da administração municipal. “Hoje selamos uma parceria que começamos em março de 2019, entre Estado, município, Ministério Público, Cravi e Defensoria Pública. Este é um espaço que transmite paz, solidariedade e sentimento de superação. O Estado não esquece as tragédias, mas trabalha para construir um novo caminho, evitando que se repitam episódios. Parabenizo o prefeito Rodrigo Ashiuchi e digo que este é o Cravi mais bonito e bem estruturado do Estado de São Paulo”, disse.

Em sua fala, a supervisora Eliana Passarelli também relembrou a árdua missão no caso Raul Brasil. “A ocorrência foi uma tragédia sem precedentes, recebi a missão de trazer os técnicos do Cravi a Suzano e daqui não saímos. Agradeço a sensibilidade do prefeito e da primeira-dama do município por entenderem que o Cravi é cidadania. Aqui recebemos o acolhimento e a confiança necessários para executar nosso trabalho”. A presidente da AAMAE, Sílvia Rangel, se comprometeu a dar continuidade à atuação e legado deixado pelos técnicos do Cravi São Paulo. “Agradeço a oportunidade e confiança em fazer parte deste esforço conjunto, com o Estado e o município de Suzano, que por meio do apoio da prefeitura trouxemos cor e alegria a este espaço de fortalecimento no combate à violência”, comentou.

O acesso ao Cravi se dá por meio de encaminhamento dos órgãos competentes às redes de Saúde, Segurança, Justiça e Assistência Social. Contudo, o equipamento também vai atender a demanda espontânea, de portas abertas, ou por meio do telefone (11) 4745-2180. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Autoridades

A inauguração do Cravi Suzano também foi prestigiada pela subdefensora pública geral do Estado de São Paulo, Juliana Garcia Belloque; pelo promotor de Justiça Rafael Ribeiro, representando o procurador geral Gianpaolo Smanio; e os delegados Silmara Marcelino, Eliardo Jordão e Alexandre Henrique Augusto Dias, além do padre Luís Hidalgo.

Estre os vereadores, estiveram presentes Antonio Rafael Morgado, José Carlos de Souza Nascimento, Rogério Gomes do Nascimento, Neusa dos Santos Oliveira, Marcos Antonio dos Santos e Leandro Alves de Faria.

Ainda estiveram presentes os secretários municipais Leandro Bassini (Educação), Geraldo Garippo (Cultura), André Loducca (Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego), Murilo Inocencio (Assistência e Desenvolvimento Social), Itamar Viana (Planejamento e Finanças), Edson Gianuzzi (Meio Ambiente), Cintia Lira (Administração), Fátimo Rodrigues (Controladoria Geral), Claudinei Galo (Transportes e Mobilidade Urbana), Marcelo Prado (Comunicação Pública), Said Raful (Governo), Arnaldo Marin Júnior (Esportes e Lazer), Luis Cláudio Guillaumon (Saúde), Elvis Viera (Planejamento Urbano e Habitação) e o chefe de Gabinete, Afrânio Evaristo.

Crédito das fotos: Wanderley Costa/Secop Suzano

2 COMENTÁRIOS

Deixar uma resposta