Suzano lidera geração de empregos no Alto Tietê em 2019

0
294

Pelo menos 4,9 mil novas vagas de emprego foram geradas e 1,8 mil novas empresas foram abertas ao longo de 2019

Abertura de mais de 1,8 mil empresas; 650 atendimentos e 33 novos contratos com o Banco do Povo Paulista; criação de 600 Microempreendedores Individuais (MEIs); registro de 600 mil turistas no município; e geração de mais de 4,9 mil vagas de emprego, tornando a cidade líder do Alto Tietê neste setor. Os números fazem parte do balanço de 2019 da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego de Suzano apresentado nesta sexta-feira (24/01).

Segundo o titular da pasta, o empresário André Loducca, o município, durante o ano de 2019, conseguiu se manter na rota do desenvolvimento econômico. No fomento ao empreendedorismo, por exemplo, foram realizados mais de 2,7 mil atendimentos no posto do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), que passou a contar com uma segunda unidade no município desde setembro do ano passado, localizada no Centro Unificado de Serviços, o Centrus (avenida Paulo Portela, 210 – centro).

Também foram realizados 650 atendimentos e firmados 33 contratos com o Banco do Povo Paulista, com uma concessão de R$ 247 mil em microcrédito, além da criação de 600 microempreendedores individuais (MEIs) de maneira presencial no Centrus.

Na área de Turismo, a pasta buscou junto aos setores públicos e privados meios para melhorar e ampliar a oferta hoteleira no município, levando em consideração o turismo de negócios e o ecoturismo. “Só em 2019, registramos 600 mil turistas na cidade. Nossa expectativa é de alcançar o patamar de um milhão neste ano, principalmente com a inauguração de um segundo parque aquático que está sendo instalado em Suzano”, explicou.

Loducca lembrou ainda ações em conjunto com a Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação, que viabilizaram o projeto de revitalização da Igreja do Baruel, no distrito de Palmeiras. A entrega da obra, em setembro do ano passado, requalificou o local histórico e o tornou ponto de empreendedorismo, geração de renda e turismo.

O destaque do balanço foi para a abertura de novas empresas, que alcançou o número de 1,8 mil – 300 a mais em comparação com 2018. Além disso, Suzano liderou o ranking de geração de empregos no Alto Tietê, com a abertura de 4.917 vagas, conforme apontou o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

No fechamento dos dados de geração de emprego de 2019 em Suzano, o Caged aponta saldo positiva de 259 vagas para o setor de “Construção Civil”, 529 no “Comércio” e 4.643 em “Serviços”. “O protagonismo do setor de serviços se dá pela característica de economia mista da cidade. Esta é uma tendência em todo o País e mostra que Suzano está em crescimento com as empresas e prestadores de serviços, sendo que muitas pessoas hoje se direcionam a este setor. É possível constatar que o município tem uma economia mista pujante e ativa, que dá oportunidade de fortalecimento a diversos tipos de negócios”, concluiu.   

Ainda em 2019, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico firmou parceria com a Cultura para a elaboração da Lei do Artesão e a concessão de 161 carteirinhas a estes profissionais. “Com esta lei, pudemos promover o Mega Natal do Artesanato, realizado no final do ano passado na Arena Suzano, com mais de 70 expositores, o que demonstra a força da nossa cena local, que será fortalecida ainda mais no futuro com a criação da Loja do Artesão”, afirmou.

Já para 2020, a principal proposta da pasta é aumentar a oferta de cursos de qualificação voltados às demandas das empresas. “Pretendemos aumentar a quantidade de vagas a serem preenchidas nas empresas e também a qualidade dos cargos ocupados, por meio da qualificação da mão de obra. Assim, criaremos um círculo virtuoso dentro de nossa cidade”, concluiu.

Crédito das fotos: Irineu Junior/Secop Suzano, Maurício Sordilli/Secop Suzano e Wanderley Costa/Secop Suzano

Deixar uma resposta