A dirigente do Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe), a primeira-dama Larissa Ashiuchi, se reuniu nesta sexta-feira (07/06) com o líder do programa “Mulheres com Propósito” da PepsiCo e da Fundes América Latina, Marcos Paulo dos Reis, para alinhar e definir os primeiros passos da vinda da capacitação a Suzano. A expectativa é de que sejam contempladas pelo menos 50 suzanenses e que as inscrições tenham início em julho e o curso em agosto.

 

Realizado na sede do órgão social, o encontro também contou com a participação da diretora de Projetos Especiais e coordenadora do Curso Promotoras Legais Populares, Sandra Lopes Nogueira. Na oportunidade, Reis apresentou o programa, que também está presente em outros quatro países: Argentina, Colômbia, México e República Dominicana.

 

“A capacitação visa atender mulheres, com idade superior a 16 anos, orientando-as quanto o desenvolvimento social e econômico. É uma iniciativa voltada ao lado comportamental, dividida em cinco encontros com diferentes temáticas, como networking, plano de vida, habilidades e economia pessoal”, explicou o líder do programa.

 

Oferecido gratuitamente pela PepsiCo, sob coordenação da Fundes América Latina, o “Mulheres com Propósito” tem duração de um pouco mais de um mês, sendo presencial, com exigência de uma aula online. “Nosso curso é destinado a todas as mulheres (cisgênero e transgênero). Queremos enfatizar o empreendedorismo e as possibilidades de independência econômica ao público feminino”, acrescentou Reis.

 

De acordo com Larissa, o programa, que será realizado na sede do Saspe, será de grande valia para as suzanenses, principalmente por trabalhar questões de habilidades e de empoderamento. “Nosso encontro foi extremamente positivo. Inclusive, o líder do programa já aproveitou para fazer a avaliação da estrutura do Saspe para a vinda do curso e, em breve, assinaremos o termo de intenção e compromisso. Estou empolgada, até porque a independência financeira das mulheres é fundamental, principalmente para aquelas que já foram ou são vítimas de violência doméstica”, concluiu a primeira-dama.

 

 

Crédito das fotos: Irineu Junior/Secop Suzano

Deixe uma resposta