Degustação de azeites, queijos e vinhos em Campos do Jordão — Foto: Arquivo Pessoal

Campos do Jordão (SP) é um dos destinos paulistas mais procurados no inverno. O frio típico da serra, aliado à gastronomia e arquitetura inspirados na ‘gringa’ são ponto forte para o turismo.

No inverno, turistas movimentam o Capivari – badalado bairro com restaurantes e comércio de produtos locais -, mas a cidade pode ser mais do que isso.

Degustação de queijos, vinhos e azeites

A gastronomia é atração em Campos do Jordão. O bioma da Mantiqueira é propício para o plantio de de oliveiras e parreiras e, por isso, tem crescido a gama de produtores desses nichos na região. Eles oferecem pacotes com experiência de degustação à turistas.

É possível comprar ingresso em uma dessas atrações, que dura uma hora e meia, onde o cliente vai poder provar queijos artesanais, pães, azeites e vinhos. A proposta, conduzida por um sommelier formado em uma escola de gastronomia da cidade é que a pessoa mergulhe na culinária, produtos e a agricultura local.

A degustação custa R$ 150 e pode ser adquirida em uma plataforma de hospedagens na internet.

Fábrica de chocolates Araucária é atração em Campos do Jordão — Foto: Fábio Tito/G1Fábrica de chocolates Araucária é atração em Campos do Jordão — Foto: Fábio Tito/G1

Fábrica de chocolates Araucária é atração em Campos do Jordão — Foto: Fábio Tito/G1

‘Eu só quero chocolate’

Se você é um apaixonado por chocolates, fica a dica: produtores de Campos do Jordão têm fábricas abertas ao público – a mais tradicional é a Chocolates Araucária. A visita é de graça e o passeio para conhecer a produção, a história e os produtos da fabricante.

A visita é ‘autoexplicativa’, ou seja, sem guia. O processo para agendamento é simples: basta chegar e entrar em contato na recepção. O agendamento é necessário apenas para grupos acima de 15 pessoas.

Degustação de chás com especialista — Foto: DivulgaçãoDegustação de chás com especialista — Foto: Divulgação

Degustação de chás com especialista — Foto: Divulgação

Desvendando os mistérios do chá

Nem só de chocolate quente vive Campos do Jordão. Uma especialista em chás que oferece uma experiência pelos vários tipos da bebida, com tendências chinesas.

Quem escolhe o passeio, tem uma experiência de uma hora e meia em uma casa dos anos 1940, com visual jordanense, mas traços chineses.

Lucíola Figueiredo, que conduz a imersão, viveu na China e traz importados para compartilhar a arte milenar de tomar chá. A degustação custa R$ 150 e inclui chás importados e snacks de acompanhamento. O serviço é oferecido em uma plataforma de hospedagens na internet.

A Jovem Manu Costa foi fotografada por Daniel Carvalho, que faz ensaios em Campos do Jordão — Foto: Arquivo pessoal/InstagramA Jovem Manu Costa foi fotografada por Daniel Carvalho, que faz ensaios em Campos do Jordão — Foto: Arquivo pessoal/Instagram

A Jovem Manu Costa foi fotografada por Daniel Carvalho, que faz ensaios em Campos do Jordão — Foto: Arquivo pessoal/Instagram

Adeus, pau de selfie

Campos do Jordão é a ‘queridinha’ dos casais. E, quem já viajou assim, sabe que para ter algum registro da viagem é preciso a coragem de pedir para algum estranho e torcer para ele ser bom de foto. Ou equilibrar o pau de selfie no meio do movimentado Capivari.

O fotógrafo Daniel Carvalho oferece ensaios pelos cenários jordanenses. Os locais escolhidos para as poses vão desde os principais pontos turísticos da cidade, do Capivari ao Pico do Itapeva. A experiência custa R$ 340, incluindo 30 fotos entregues no formato digital.

Vinícola abre para degustação de vinhos  — Foto: Carlos Santos/G1

Vinícola abre para degustação de vinhos — Foto: Carlos Santos/G1

‘Uva do pé’

Já pensou em visitar um parreiral e conhecer de perto uma vinícola? Essa experiência é possível na Vinícola Santa Maria, entre Campos do Jordão e São Bento do Sapucaí. Para quem for visitar Campos do Jordão, a esticada à cidade vizinha vale a pena para quem quer viver uma experiência diferente e, de quebra, ver de perto a Pedra do Baú.

O espaço oferece a experiência de degustação dos rótulos de seus vinhos, além do passeio pelo local que remetem à paisagens encontradas em área de plantio de uvas na Itália. A degustação de vinhos no local custa R$ 40. A vinícola ainda tem um restaurante com cardápio feito apenas com produtos locais onde o almoço por pessoa pode chegar a R$ 140.

Deixe uma resposta