Patrulha Maria da Penha prende agressor escondido na casa da vítima

0

06/10/2023

Patrulha Maria da Penha prende agressor escondido na casa da vítima

Prisão do homem ocorreu no Jardim Santa Inês, no começo da semana, quando os agentes foram acionados pelo Judiciário para prestar apoio ao caso

A Patrulha Maria da Penha da Guarda Civil Municipal (GCM) de Suzano prendeu na última segunda-feira (02/10) um homem por descumprimento de medida protetiva em razão de agressões que ele praticava contra a própria irmã, que é menor de idade. O indivíduo, que já havia sido condenado por roubo e estava em liberdade condicional justamente pelo crime de violência doméstica, foi localizado pelo grupamento dentro da casa da vítima, escondido na parte dos fundos da propriedade, no Jardim Santa Inês.

A ocorrência chegou aos agentes por volta das 15h20, quando o Anexo de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher acionou a Patrulha Maria da Penha para prestar apoio à vítima e à mãe dela, que foram até a unidade, localizada no interior do Fórum de Suzano. Em conversa com ambas, elas revelaram que o agressor tinha acesso ao imóvel pulando o muro e que realizavam este tipo de invasão frequentemente.

Com base nessa informação, os agentes se dirigiram até a casa e encontraram o homem escondido no imóvel. Questionado, ele contou que sabia da medida protetiva, mas que em razão de ter saído em liberdade condicional não tinha para onde ir. O indivíduo foi levado para a Delegacia Central de Polícia e permaneceu preso.

Dias antes, no Jardim Vitória, o grupamento foi acionado para prestar atendimento a outra vítima de violência doméstica. De acordo com o registro da ocorrência, uma mulher teria sofrido uma tentativa de feminicídio por parte do companheiro em 27 de setembro, às 14 horas. Os agentes acompanharam a vítima para a realização de exame de corpo de delito e ultrassonografia em uma unidade de saúde, porém o agressor não foi localizado.

De volta à casa da vítima, a Patrulha Maria da Penha encontrou dois carros na garagem. Entretanto, ao consultar o emplacamento, a equipe constatou que um deles, um Volkswagen Gol, era produto de roubo. A mulher foi questionada e informou que o veículo era utilizado pelo agressor. O automóvel foi recolhido e levado para a Delegacia Central. Esta ação teve o apoio da Força Patrulha.

O secretário municipal de Segurança Cidadã, Afrânio Evaristo da Silva, destacou o trabalho realizado pelo grupamento nas duas ocorrências. “Tanto no caso do homem escondido, quanto na ocorrência do agressor da esposa, a Patrulha Maria da Penha agiu de forma exemplar porque, além de prestar apoio ao Judiciário, ainda conseguiu localizar o suspeito no caso de descumprimento de medida protetiva. E em relação à vítima agredida pelo companheiro, houve o auxílio à mulher para a realização de exames e a localização de um veículo roubado que foi levado para a Polícia Civil. Estão todos de parabéns”, definiu o chefe da pasta.


source

Anúncios

Deixe uma resposta