Atividades promovidas pela Cultura em 2023 alcançam 100 mil pessoas em Suzano

0

indígena no Salão de Exposição Antônio Palomares, no Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi; um almoço no Casarão da Memória Antônio Marques Figueira; visita à Escola Municipal Antônio Marques Figueira; plantio cerimonial de uma muda de dendê ao lado do Pavilhão Zumbi dos Palmares, no Parque Municipal Max Feffer; e um encontro com estudantes na Associação Cultural Suzanense – Bunkyo.

Para celebrar o mês da Consciência Negra, em novembro, foram realizadas atividades nos equipamentos culturais e no Parque Max Feffer. Os eventos contemplaram, entre outras atrações, a exposição “Encanto: ArteVivência da Afro-Diáspora”, com curadoria de Diogo Nógue, no Centro Cultural Moriconi. Neste espaço ocorreu o evento “Fala, Preta!” no anfiteatro Orlando Digenova, que teve o objetivo de dar voz às mulheres negras e trazer conscientização em torno do tema.

No Casarão das Artes foi realizado o “Quilombo Cultural”, com exposições, sarau e apresentações de DJs e Jazz Band. Já no Max Feffer, a programação contou com aula aberta de capoeira com o Grupo Ginga Palmares e Academia Barauna, aula aberta de Samba de Roda com Aletéia Loiola; e apresentações musicais de reggae com as bandas Nativo Urbanizado, Kilimanjaro e Irmandade Africana; além de falas dos representantes do Conselho de Igualdade Racial (Compir).

A Cultura também participou da organização da 7ª Mostra Internacional de Curtas-Metragens do Alto Tietê, que foi realizada no Cineteatro Wilma Bentivegna entre 17 e 21 de outubro, onde foram exibidas 15 sessões, com 50 filmes do mundo todo, incluindo produções de Suzano e demais cidades do Alto Tietê. Dois convidados especiais marcaram presença na mostra. Na cerimônia de abertura, o crítico e cineasta Jean-Claude Bernardet prestigiou a atividade inaugural do evento, apresentando sua última obra, o curta “Cama Vazia”, e conduzindo uma roda de conversa, intitulada “Mulheres no Audiovisual”. Para marcar o encerramento da programação, o vice-presidente do Instituto Cubano de Arte e Indústria Cinematográficas (Icaic), Roberto Smith de Castro, ministrou uma palestra.

O município ainda sediou, em abril, o 1º Congresso de Patrimônio e Identidade de Suzano, que garantiu as condições necessárias para que, no mês de agosto, fosse consolidado o tombamento do Conjunto Histórico da Fazenda Sertão. Com a decisão, foram tombados pelo Conselho Municipal de Patrimônio Cultural (Compac), que conta com representantes da Cultura do município, os conjuntos arquitetônicos formados pela Capela de Santa Helena e a Escola Estadual Helena Zerrener. Também foi decidido que seriam incluídas na lista de bens de interesse cultural, dentro da Zona Especial de Preservação Cultural (Zepec), a Fazenda Santa Helena, a chaminé do antigo alambique onde se produzia a Água Ardente Sertão e o Loteamento Clube dos Oficiais, além do próprio Clube dos Oficiais.

O vice-prefeito e secretário municipal de Cultura, Walmir Pinto, afirmou que a pasta desenvolveu atividades diversas, que garantiram o fomento à produção local. “Promovemos oficinas para muitas modalidades, apresentando a arte para vários munícipes da cidade. Organizamos eventos relacionados às diferentes linguagens artísticas nos nossos equipamentos culturais e promovemos atividades muito marcantes, como as atrações do aniversário da cidade e a visita do rei do povo do maior grupo étnico de Angola. Foi um ano bem intenso, onde garantimos muitas atrações para o município”, frisou Walmir.

O prefeito Rodrigo Ashiuchi ressaltou a importância das atividades culturais para o fortalecimento da identidade do município. “Nosso município tem um grande potencial artístico e, por isso, o papel da administração municipal é garantir que os talentos possam ter a condição de apresentar seus trabalhos. Foi o que fizemos com todas as produções que foram organizadas ao longo do ano, nos inúmeros segmentos culturais. Todas as atividades realizadas nos equipamentos situados nas diferentes regiões da cidade não só valorizaram os artistas locais como também levaram entretenimento e lazer para as famílias suzanenses”, destacou Ashiuchi.

Créditos das fotos: Wanderley Costa/Secop Suzano, Mauricio Sordilli/Secop Suzano e Gabriel Lima/Secop Suzano

Anúncios

Deixe uma resposta