O Governo de Minas realizou o sonho dos moradores de Nova Resende, que passam a contar com coleta e tratamento de esgoto. O primeiro Sistema de Esgotamento Sanitário do município do Sul de Minas foi inaugurado nesta sexta-feira (12/4), com investimento de cerca de R$ 9 milhões. A obra foi executada com recursos da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), por meio de convênio com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad).

As obras do sistema de esgotamento sanitário de Nova Resende estavam paralisadas desde 2015. No entanto, em 2020, a Semad efetuou atuação estratégica para retomada das obras em 2021, juntamente com a Funasa, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e a prefeitura do município.  

“Diante disso, com planejamento e monitoramento, retomamos a tão esperada obra da cidade. É com muito orgulho que hoje estamos aqui, escrevendo um novo capítulo para a região”, conta o subsecretário de saneamento da Semad, Anderson Diniz. “É o Governo de Minas tratando a política pública de saneamento em sua essência”, avalia o subsecretário, ao detalhar que o sistema irá proporcionar melhorias na qualidade de vida da população, além de benefícios ao meio ambiente, principalmente na qualidade hídrica da região.

Benefícios e ampliação

Com o início da operação, o município poderá ter acesso ao cadastro no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) ecológico, no eixo esgotamento sanitário. O tributo busca incentivar os municípios a promoverem ações de preservação dos recursos naturais, como o tratamento de lixo e esgotos sanitários. 

Desta forma, Nova Resende passa a ter acesso a parcelas maiores dos recursos financeiros arrecadados pelo Estado, por meio do imposto.  

A Copasa detém a concessão de água e esgoto no município. O sistema irá atender cerca de 10 mil habitantes da cidade, o que corresponde a 65% da população. A infraestrutura instalada poderá ser ampliada para cumprir as metas de universalização até 2033.

source
Com informações da Agência Minas

Anúncios

Deixe uma resposta