Mostra África: nova exposição do Museu traz peças de povos africanos

O Museu Histórico e Pedagógico Dom Pedro I e Dona Leopoldina recebe até o dia 30 de junho a Mostra África.
A mostra é uma junção da exposição de peças originais da Costa do Marfim e Guiné, doação da Congregação das Irmãs de Nossa Senhora do Calvário, com a exposição fotográfica Deusas Yorubás idealizada por Natália Mendrot e Ana Júlia e a obra Nanã Buruke doada pelo artista plástico Roberto Júnior (Taliesin).
Dentre as peças originárias da Costa do Marfim e Guiné estão exemplares riquíssimo em diversidade cultural e étnica, afinal, os dois países reúnem em seu histórico ancestral uma pluralidade de povos, reinos e impérios que por lá passaram e deixaram seus legados. O povo Baga é um deles e está representado pela ancestralidade maternal impressa na máscara Nimba, os Fulanis estão representados pelo instrumento sonoro utilidade em rituais, os Baoulés pela máscara para acolher os ancestrais e o Império Ashanti pela boneca Akuaba, símbolo de fertilidade, produtividade e fecundidade e a nação Yorubá está representada nas fotografias e quadro das divindades.
“É importante para o museu de Pinda, uma cidade de raízes escravocratas, ter em seu acervo peças que contam a história dos grandes responsáveis pela manutenção da elite cafeicultora e seus palacetes suntuosos, os negros. As doações contribuíram muito para que pudéssemos contar uma história que nunca havia sido contada, pois trata-se de peças das culturas dos povos que por aqui foram escravizados”, contextualiza o gestor cultural do museu histórico, Mauro Celso Barbosa.
O museu fica aberto de terça a domingo das 9h às 17h. Grupos que desejarem visitas monitoradas devem fazer o agendamento prévio pelo 3648-1779.








source
Com informações da Prefeitura de Pindamonhangaba

Anúncios

Deixe uma resposta