Vitor Ramil é atração da mostra Verso Livre do Sesc Belenzinho no dia 13 de Abril

0

Integrando a programação da mostra Verso Livre, o gaúcho Vitor Ramil apresenta o show Avenida Angélica no Sesc Belenzinho, no dia 13 de abril, sábado, no Teatro da unidade, às 21h. O álbum Avenida Angélica é um trabalho inteiramente dedicado à poesia de sua conterrânea Angélica Freitas.

No repertório estão 18 poemas musicados por Ramil, que foram extraídos dos dois primeiros livros da autora, Rilke Shake (2007) e Um Útero É do Tamanho de Um Punho (2012). Gravado ao vivo, no formato voz e violão, e lançado em 2022, Avenida Angélica é o 22º título do artista. Em 2021, como projeto selecionado pelo Natura Musical, o disco foi captado em áudio e vídeo (sem público, devido às restrições da pandemia) no Teatro Sete de Abril, em Pelotas. Avenida Angélica foi lançado nas plataformas de música, em vídeo no YouTube e como álbum físico.

Vitor Ramil

Compositor, letrista, violonista, cantor e escritor brasileiro, Vitor Ramil é autor de 12 álbuns: Estrela, Estrela (1981), A Paixão de V Segundo Ele Próprio (1984), Tango (1987), À Beça (1995), Ramilonga – A Estética do Frio (1997), Tambong (2000), Longes (2004), Satolep Sambatown (com Marcos Suzano, 2007), délibáb (CD+DVD, 2010), Foi no Mês que Vem (duplo, 2013), Campos Neutrais (2017) e Avenida Angélica (2022). Ramilonga – A Estética do Frio foi relançado, em 2022, em edição comemorativa pelos seus 25 anos. Lançou também as novelas Pequod (1995), Satolep (2008) e A Primavera da Pontuação (2014); o ensaio A Estética do Frio – Conferência de Genebra (2004); e os songbooks Vitor Ramil (2013) e Campos Neutrais (2017). Em 2023, sua canção “Estrela, Estrela” foi tema da novela Amor Perfeito (Rede Globo).

Autor de música e letra da maior parte de seu repertório, Vitor também musicou e gravou poemas de Jorge Luis Borges, João da Cunha Vargas, Angélica Freitas, Fernando Pessoa, António Bótto, Allen Ginsberg, Juca Ruivo, Paulo Leminski, Arnaut Daniel e Emily Dickinson; compôs em parceria com Chico César, Jorge Drexler, Kleiton e Kledir, Zeca Baleiro, André Gomes, Joãozinho Gomes e outros; e versionou quatro canções de Bob Dylan e uma de Xöel Lopez. Suas canções foram cantadas por Mercedes Sosa, Chico César, Caetano Veloso, Milton Nascimento, Ney Matogrosso, Fito Paez, Jorge Drexler, Kátia B, Kleiton e Kledir, Adriana Maciel, Tommy Körberg, Gal Costa, Zeca Baleiro, MPB4, Pedro Aznar, Lenine, Ceumar, Maria Rita, Gutcha e Ian Ramil. Vitor Ramil recebeu dois Prêmios da Música Brasileira: Melhor Cantor Voto Popular por Satolep Sambatown (2008) e Melhor Cantor Regional por délibáb (2011) e venceu o Prêmio Açorianos de Música por 18 vezes. Ramil nasceu em Pelotas, RS.

Verso Livre

Iniciado em março, a primeira edição da mostra Verso Livre reúne shows de diferentes vertentes musicais e em formatos plurais, tendo em comum a transversalidade com a literatura, além de bate-papos e uma oficina com os artistas participantes. Os shows da série foram concebidos pelos artistas a partir da pesquisa de obras de poetas, poetisas, escritores e escritoras nacionais e internacionais ou, ainda, literatos. Cantores, compositores e escritores/poetas realizam os espetáculos juntos, unindo as duas linguagens, palavra e canção, de maneira pungente e inédita no palco.

Em abril, além de Vitor Ramil e de Marina Lima, que já se apresentou, Bruna Lucchesi finaliza a série, no 21/04, domingo, às 18h, com a estreia do show Berros e Poesia, inspirado no universo da poesia musicada.  Bruna também ministra a oficina Leminski Também é Música (17/4, quarta, às 19h), concebida como um encontro para ouvir, contextualizar e analisar a obra musical do poeta e compositor curitibano, seu conterrâneo, Paulo Leminski.

Serviço

Mostra VERSO LIVRE | Março e abril de 2024

Informações/ingressos: www.sescsp.org.br/sesc-belenzinho-apresenta-a-mostra-verso-livre/

ShowVitor Ramil – em Avenida Angélica

Dia 13 de abril. Sábado, às 21h.

Ingressos: R$ 50,00 (inteira), R$ 25,00 (meia) e R$15 (credencial plena).

Ingressos à venda no portal sescsp.org.br e nas bilheterias das unidades Sesc.

Limite de 2 ingressos por pessoa.

Local: Teatro (374 lugares). Classificação: 12 anos. Duração: 90 minutos.

SESC BELENZINHO

Endereço: Rua Padre Adelino, 1000.

Belenzinho – São Paulo (SP)

Telefone: (11) 2076-9700

sescsp.org.br/Belenzinho

Estacionamento

De terça a sábado, das 9h às 21h. Domingos e feriados, das 9h às 18h.

Valores: Credenciados plenos do Sesc: R$ 8,00 a primeira hora e R$ 3,00 por hora adicional. Não credenciados no Sesc: R$ 17,00 a primeira hora e R$ 4,00 por hora adicional.

Transporte Público

Metro Belém (550m) | Estação Tatuapé (1400m)

Sesc Belenzinho nas redes

Facebook | Instagram | YouTube: @sescbelenzinho

 

Anúncios

Deixe uma resposta