Governador Tarcisio de Freitas, Prefeito Rodrigo Ashiuchi e o secretário de Saúde, Pedro Ishi, dentre outras autoridades, participaram da cerimônia realizada nesta terça-feira (05/12); espaço contará quase 200 leitos e receberá pacientes do Cross

O governador Tarcísio de Freitas oficializou nesta terça-feira (05/12) a entrega do Hospital Regional do Alto Tietê (HRAT), instalado nas dependências do antigo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), na rua Dr. Prudente de Morais, 2.200, na Vila Amorim. Com 179 leitos, sendo dez de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o local atenderá pacientes encaminhados via Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Cross) e contará, neste primeiro momento, com clínica médica, clínica cirúrgica e ortopedia.

@suzano.tv

Inauguração do Hospital Regional do Alto Tietê -189 Leitos e 408 internações por mês. Com Governador Tarcísio de Freitas #batmao #batmaon #tarcisiodefreitas #suzanotv #tarcisiogovernador

♬ som original – Suzano Tv

 

O evento foi um marco para a cidade e mais uma das “novelas” que terminam com final feliz, já que a população esperava pela abertura do hospital há mais de 30 anos. A entrega foi fruto de muito esforço por parte do prefeito Rodrigo Ashiuchi, do presidente da Assembleia Legislativa do Estado, o deputado André do Prado, e do secretário de Saúde de Suzano, Pedro Ishi.

No total, foram entregues nesta terça-feira os 99 leitos que compõem o Bloco C do hospital. Eles se juntam aos demais já existentes para complementar a oferta de espaços aos pacientes encaminhados. Além de aumentar a capacidade e possibilitar que a população tenha outra opção para ser atendida, a entrega do hospital representa a regionalização dos serviços de saúde no Alto Tietê, possibilitando que os pacientes sejam atendidos com diversas especialidades sem a necessidade de se deslocar para outras cidades da Grande São Paulo.

O governo do Estado investiu R$ 18,2 milhões só em 2023 para concretizar a entrega do Bloco C. Além dos leitos, o local conta ainda com ambulatório, salas multidisciplinares, sala de radiografia, consultórios, recepção e serviço de diagnóstico. Será gerido pela Organização Social de Saúde (OSS) Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) e receberá casos de média e alta complexidades, promovendo procedimentos cirúrgicos e exames como tomografias computadorizadas, ultrassonografia, radiografia, análises clínicas, entre outros serviços. O custo para manter o hospital está estimado em R$ 6 milhões por mês e a previsão é de que a carga total de leitos esteja funcionando até fevereiro.

“Quando assumimos o governo do Estado a saúde estava em colapso. Havia filas enormes e o foco sempre foi fazê-la andar. O mundo vivia uma pandemia (do novo coronavírus – Covid-19) e, focado nisso, o governador me perguntou sobre os primeiros passos para acabar com a fila de espera. Essa sempre foi nossa prioridade”, discursou o secretário estadual de Saúde, Eleuses Paiva.

O secretário de Saúde de Suzano comemorou a entrega do hospital e disse que o sentimento é de dever cumprido. “Acompanhei e participei da luta do prefeito Rodrigo (Ashiuchi) para que esse hospital pudesse se tornar uma realidade para nossa Suzano. Enfim, após mais de três décadas, nossa população poderá usufruir deste benefício que, sem dúvidas, vai aperfeiçoar o sistema de saúde de Suzano e do Alto Tietê”, afirmou Ishi.

“Hoje é um dos dias mais especiais da minha vida. Vivemos muitas lutas, reuniões e tivemos muito trabalho para chegarmos no dia de hoje. Essa obra é enigmática e importante para Suzano e região. Tive mais de 30 mil votos nessa cidade, ela me contratou para representá-la e tenho a obrigação de entregar a ela trabalho e dedicação. Esse hospital virou uma prioridade para nós e valeu a pena entrar para a política”, declarou o presidente da Alesp.

Por sua vez, o governador afirmou que a entrega do hospital é importante para atender e dar esperança às famílias que vão procurar o local e frisou que se trata de uma promessa de campanha cumprida. “A gente sabe que vidas serão salvas, que pessoas aqui vão ter esperança. Estamos falando de leitos, tomógrafo, ressonância, exame de imagem, e estamos falando de um corpo clínico e técnico dedicados. Saber que isso aqui está sendo entregue após 30 anos deixa a gente muito satisfeito. Falamos que entregaremos na campanha e hoje isso está sendo concretizado”, declarou Tarcísio de Freitas.

Já o prefeito Rodrigo Ashiuchi enalteceu a gestão de Tarcísio, agradeceu pelo esforço do governo do Estado para entregar o hospital e reforçou o alívio que a unidade vai trazer para outros hospitais do Alto Tietê. “Hoje é um dia muito especial para Suzano e região e esse hospital não poderia ser entregue em uma época que não fosse a natalina. No primeiro ano, o governo de Tarcísio está batendo recordes em todo o Estado e quero muito agradecer ao Pedro Ishi também pelo esforço com nossa saúde porque pela primeira vez a Santa Casa funcionou com menos de 100% da ocupação. Isso tira a pressão da Saúde e sobra mais espaço no dia a dia para poder estruturar e melhorar procedimentos. Agradeço também aos vereadores e amigos. Juntos a gente faz a diferença na vida das pessoas”, concluiu o chefe do Executivo suzanense.

Presenças

Também prestigiaram o evento a presidente do Fundo Social de Solidariedade, a primeira-dama Larissa Ashiuchi; a prefeita em exercício de Mogi das Cruzes, Priscila Yamagami Kähler; o prefeito de Biritiba Mirim, Carlos Alberto Taino Junior, o Inho; o prefeito de Itaquaquecetuba, Eduardo Boigues; os secretários suzanenses Itamar Viana (Finanças), Samuel Oliveira (Manutenção), Afrânio Evaristo da Silva (Segurança Cidadã e Gabinete), Paulo Pavione (Comunicação Pública), Elvis Vieira (Desenvolvimento Urbano e Habitação), Leandro Bassini (Educação), Cintia Lira (Administração), Alex Santos (Governo), André Chiang (Meio Ambiente), André Loducca (Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego) e Arnaldo Marin Junior, o Nardinho (Esportes e Lazer); e o assessor da Secretaria Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana, Claudinei Galo.

Entre os vereadores estiveram presentes Artur Takayama; Fábio Diniz; Jaime Siunte; Gerice Rego Lione; Marcos Antonio dos Santos, o Maizena; Gilvaldo Freitas dos Santos, o Baiano da Saúde; José de Oliveira Lima, o Zé Oliveira; Lazario Nazaré Pedro, o Lázaro de Jesus; André Marcos de Abreu, o Pacola; Marcel Pereira da Silva, o Marcel da ONG; e Leandro Alves de Faria, o Leandrinho.

O evento contou também com a presença da equipe da Secretaria de Saúde de Suzano, composta pela diretora de Atenção à Saúde, Flávia Verdugo; a diretora administrativa, Margarida Mendes; o diretor do Laboratório Municipal, André Morais; a diretora do setor de Regulação, Paula Oliveira; a coordenadora de Zoonoses, Priscila Arap; o coordenador da Fisioterapia, Luiz Fidalgo; o diretor-clínico, Diego Ferreira; a diretora-jurídica, Tânia Porfírio; a diretora da RUE (Urgência), Cintia Stefens Watanabe; o diretor de Gestão de Informação, Sidnei Cruz; a diretora da Rede Cegonha, Alcione Almeida; a coordenadora da UPA Revista, Andressa Angelone; e a diretora do Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS), Joyce Moreira; e o interventor da Santa Casa de Misericórdia de Suzano, Sadao Sakai.

Participaram também o diretor-técnico do hospital, João Luiz de Miranda Rocha; o diretor-clínico da unidade, Erick Cortina; e a gerente médica, Giovanna Toloi. Presentes ainda o deputado estadual Jorge Wilson; os secretários municipais de Saúde Leonardo Reis (Arujá), Rebeca Ribeiro Barufi (Bertioga), William Harada (Mogi das Cruzes); Virginia Leme (Biritiba Mirim); e Ariana Julião (Itaquaquecetuba); os vereadores de Mogi Edson Alexandre Pereira, o Edinho do Salão; Edson Santos; José Luiz Furtado e Milton Lins da Silva, o Bi Gêmeos; o vereador de Itaquá, Edson Moura; e o presidente da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), César Braga.

Outras autoridades de saúde presentes foram o diretor-presidente da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), Ronaldo Laranjeira, e o superintendente da associação, Nacime Salomão; a diretora do Hospital Dr. Arnaldo Pezzuti Cavalcanti, Fabiana Santos Fonseca; a diretora-técnica do Departamento Regional de Saúde (DRS-1), Débora Amaral; o diretor-técnico do DRS-1, Márcio Lúcio; o coordenador da Rede de Urgência e Emergência (DRS-1), João Máximo; e o diretor-técnico do Hospital Estadual do Mandaqui, Vanderlei de Almeida Rosa.

Acompanharam ainda o padre Luís Hidalgo, da Paróquia Santa Rita de Cássia; o padre Carmine, da Paróquia Matriz São Sebastião; o delegado titular da Delegacia Central de Suzano, Sérgio Garutti; o delegado titular da Delegacia de Poá, Eliardo Jordão; o subprocurador de Justiça, José Carlos Cocenzo; o comandante do 32º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano, tenente-coronel Ito; e o gerente-regional da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, Leonard Almeida.

Crédito das fotos: Luana Bergamini/Secop Suzano

Anúncios

Deixe uma resposta