Encontro ocorreu na sede do órgão municipal e contou com a participação de 16 estudantes do curso de Direito do centro universitário

O Departamento da Mulher, administrado pela Secretaria de Governo de Suzano, promoveu na última sexta-feira (19/04) uma roda de conversa com alunos do Centro Universitário Piaget (UniPiaget) na sede do órgão municipal, instalado na sala 9 do subsolo do Paço Municipal Prefeito Firmino José da Costa (rua Baruel, 501 – Centro).

Na ocasião, a coordenadora do Departamento da Mulher, Maria Margarida Mesquita, abordou diversos aspectos relacionados à violência doméstica, destacando como ocorrem as agressões, seus impactos na vida das vítimas e estratégias eficazes para identificar e enfrentar situações de abuso. Além disso, a coordenadora explicou o funcionamento do Departamento, incluindo o processo de encaminhamento das mulheres que procuram seus serviços.

A roda de conversa com alunos do UniPiaget ocorreu por volta das 15 horas e contou com a presença de 16 estudantes de Direito da entidade, que estiveram acompanhados pela professora e coordenadora do curso, Patrícia Braga, e pela pró-reitora acadêmica, Poliana Lima.

Além disso, o secretário municipal de Governo, Alex Santos, e a diretora de Projetos Especiais, Sandra Lopes Nogueira, também prestigiaram o encontro. Durante o evento, os alunos tiveram a oportunidade de compreender e esclarecer dúvidas sobre o funcionamento do órgão municipal, os procedimentos adotados e outros assuntos pertinentes ao setor público.

Guarda Mirim

Mais cedo, às 9h10, a coordenadora também ministrou uma palestra para mais de 200 integrantes da Guarda Mirim de Suzano na sede da entidade. O convite foi feito pelo presidente da diretoria-executiva da Guarda, Jamil Marques Figueira, e contou com um bate-papo no qual foram abordados os diversos tipos de violências sofridas por mulheres, tais como a física, a psicológica, a sexual e a econômica. O objetivo foi conscientizar os participantes sobre a gravidade dessas formas de violência e a importância de combatê-las.

Maria Margarida enfatizou a relevância das palestras para sanar dúvidas e promover a conscientização. “Ambas as jornadas foram conduzidas de forma descontraída, permitindo abordar assuntos sérios como a violência doméstica, de maneira mais leve e acessível. É de extrema importância promover a conscientização sobre os direitos das mulheres e também buscar cultivar uma cultura de respeito e apoio mútuo. Além disso, criamos um debate para esclarecer dúvidas e fornecer informações relevantes sobre o tema”, declarou a coordenadora.

Por sua vez, o secretário manifestou sua satisfação pessoal em relação às ações para prevenir a violência. “Fortalecer a conscientização é o maior passo na luta contra as agressões. Na roda de conversa liderada pelo Departamento da Mulher, unimos esforços para educar, proteger e transformar comunidades. Essas iniciativas não apenas fornecem conhecimento prático, mas também promovem empatia e solidariedade, construindo um ambiente onde todos se sintam seguros e apoiados” explicou Santos.

Crédito das fotos: Glaucia Paulino/Secop Suzano

Anúncios

Deixe uma resposta