Paulo Seccomandi, Bozer Cruz e None usaram suas artes para resgatar alegria, autoestima e bem-estar na unidade de ensino

A creche municipal Maria, Mãe do Divino Amor (unidade 2), no bairro do Botujuru, em Mogi das Cruzes (SP), ganhou um colorido intenso vindo das mãos dos artistas Paulo Seccomandi, Bozer Cruz e None (Yuri). Cada um com o seu estilo, mas todos com o objetivo principal de levar cor e alegria para um lugar de acolhimento. O trabalho de revitalização faz parte do projeto Colorindo Caminhos, com produção de Roberta Regato em conjunto com os artistas, foi contemplado no Edital de Seleção de Projetos Demais Áreas, da Secretaria Municipal de Cultura de Mogi das Cruzes em 2023 e financiado com recursos da Lei Complementar nº 195/2022 (Lei Paulo Gustavo). O intuito é dar sequência ao projeto e colorir outros espaços da cidade.

A iniciativa partiu de Paulo Seccomandi, o mais experiente deles, que convidou os demais artistas para fazer uma integração da arte. Seria um trabalho único, mas com vários elementos que trouxessem “vida” para o ambiente. Desde o início, a meta era escolher um local de acolhimento e, assim, a creche foi a primeira selecionada. “A ideia era ser o mais lúdico possível, criando formas que dessem a interpretação de coisas lúdicas para as crianças, com muito colorido, que trouxessem alegria e harmonia e proporcionassem bem-estar tanto para elas quanto para os professores. Uma casa de acolhimento, se estiver pintada, com desenhos ilustrativos, fica mais aconchegante e a criança se sente acolhida com aquele espaço pintado especialmente para ela”, explica Seccomandi, autor de vários murais públicos e particulares espalhados por Mogi das Cruzes, além de assinar quadros e objetos variados com estilo arrojado e inconfundível.

Bozer Cruz conquistou seu espaço em obras públicas e realizou o primeiro grande grafite de Mogi das Cruzes em um paredão do Terminal Rodoviário em plena pandemia e também pelo ‘Daruma’ espalhado pelos caminhos. “Foi muito importante porque as crianças adoram as pinturas, o colorido chama muito a atenção e elas se identificam demais com o trabalho. Isso traz esperança e alegria para elas. O Botujuru é um bairro muito carente de trabalhos murais pelas ruas e a gente vê as crianças encantadas com a escola colorida. Acredito que seja um motivo a mais para elas frequentarem o lugar e conviverem melhor com os amigos e com a arte.” Bozer compôs a pintura com o personagem que faz pelas ruas, o Daruzone, uma referência ao amuleto japonês, Daruma. “Sempre quando você ganha um, você pinta um olhinho e faz um pedido. Toda vez que passar por ele, você vai lembrar do pedido e isso ajuda muito a ter foco e disciplina para correr atrás dos seus objetivos. Quando você conquista, você pinta os dois olhos”, conta o artista.

None é o mais jovem dos três, mas já soma 20 anos de experiência. Com um estilo próprio, criou o personagem que leva o mesmo nome e rege suas criações sempre bem-humoradas.
”Nós juntamos os amigos e tínhamos a necessidade de levar a arte para um lugar onde ela não chegasse. A creche foi uma ótima escolha, porque pintamos uma grande área e pudemos levar cores, alegria e autoestima para as crianças e os funcionários da unidade. No meu caso, especificamente, desenho o None, que sempre está feliz, levando alegria através da minha arte.”

Quem quiser conferir o trabalho de perto, a creche municipal Maria, Mãe do Divino Amor (unidade 2) fica na avenida Francisco Rodrigues Filho, 9.515, no Botujuru, em Mogi das Cruzes.

Anúncios

Deixe uma resposta